5/27/2007

A SOCIEDADE COBRA É O CACETE!

Olá!!!

Antes de começar, quero dizer que esse vai ser o meu último post esse mês. É que agora eu vou ter provas na faculdade. Mas eu volto no dia 01 de Junho, com a enquete nova.
Bom, hoje eu vou tentar derrubar mais um mito homofóbico... Vamos lá:
Uma coisa que a gente ouve de vez em quando é que é difícil ser gay porque a sociedade cobra que a gente seja hétero... É mesmo, é?rs A sociedade cobra?! Ou seriam indivíduos específicos que cobram? Vamos ver isso mais de perto.
Pra começar, podemos pensar na própria infância. Eu sei que ser gay vai contra vários sonhos que a pessoa tinha desde criança... Mas algum ser humano (seja ele homossexual, bissexual ou heterossexual) conseguiu realizar todos os sonhos que tinha desde criança? Pensem nisso!
Também tem sempre a questão familiar: em 99% das vezes (ou até mais do que isso rs), não era isso que a família da pessoa queria pra ela. Acho que isso não é novidade pra ninguém, né? Mas algum ser humano (a mesma coisa, seja ele gay, bi ou hétero) consegue ser 100% do jeito que a família queria? Eu nunca vi! Então, nesse ponto, pelo menos, eu não diria que os gays são exceções.
Se você já refletiu sobre isso, já deu o 1º passo, que é começar a se livrar do preconceito que você tem contra você mesmo por ser gay. E que, às vezes, é muito mais forte do que o preconceito que os outros têm contra você. A gente vê inclusive que tem homossexuais que não suportam ser chamados de “gays”! Aí dizem frases do tipo:

“Eu não sou gay. Eu sinto tesão por homem, me relaciono com homem, mas não sou gay.”

Ou então, é assim:

“Eu sou gay, mas sou diferente das aberrações que tem por aí. Os outros gays são aberrações, mas eu sou diferente.”

Com certeza, vocês já ouviram frases desse tipo. E ditas por GAYS, né? Pois isso são frases de uma pessoa que tem preconceito contra ela mesma. E aí precisa se autoafirmar o tempo todo, precisa repetir o tempo todo pra ela mesma que ela é superior aos outros gays, pra poder enxergar algum valor nela mesma.
Mas a reclamação principal dos gays (ou, no mínimo, uma das principais) é que o fato de você ser gay dificulta muito a sua convivência com algumas pessoas héteros. Sim. Eu não só entendo como também concordo. E concordo absolutamente. Aliás, a convivência com certas pessoas (e aí tô falando de pessoas de todas as preferências sexuais) não fica só difícil: é impossível! Às vezes, não dá nem pra ficar no mesmo ambiente que a pessoa, né?
Mas olhem só: se é uma pessoa que tem tanto horror assim a nós, por que tanta necessidade em nós nos mantermos perto dessa pessoa?
Tem gente que abre o berreiro:

“Aaaaaah! O fulano não gosta de mim porque eu sou gay!!!”

Me dá vontade de perguntar: e daí, meu filho? Aliás, pelo que parece, você não tá perdendo muita coisa se se mantiver afastado dele! Se ele não quer saber de você, já provou que, assim como você não faz falta na vida dele, ele também não faz na sua. A não ser que você seja MUITO masoquista! Goste muito de lamber o rabo de quem faz mal a você.Se uma pessoa trata você mal, ela já provou também que pode ser substituída por gente 1 milhão de vezes melhor do que ela. É só olhar ao seu redor que você já encontra vários exemplos. Não necessariamente no mesmo lugar. Pode tá um aqui, outro ali, outro lá... Mas os exemplos de gente melhor vão aparecendo, sem dúvida.

Muita gente costuma achar que, pra ser feliz, é preciso ficar perto das pessoas de quem você gosta e que também gostam de você. Concordo. Mas isso só resolve metade do problema. Então, como é que se resolve a outra metade? Simples. Fazendo o oposto: ficando o mais afastado possível das pessoas de quem você não gosta e que também não gostam de você. Aí eu diria que você tem... 95% de chance de ser feliz.
Mas e quando são pessoas com quem a gente é obrigado a conviver? Às vezes até sob o mesmo teto, né? Bom, aí cada caso é um caso. É claro que, dentro do possível, a gente tem sempre que tentar buscar uma convivência pacífica com quem a gente convive. Não precisa beijar, abraçar, virar confidente nem se dar às mil maravilhas com a pessoa. Mas tentar conviver com ela de uma forma civilizada é sempre uma boa opção.
Só que, mesmo isso, nem sempre é possível, né? Porque algumas pessoas não deixam nem você começar a conversar com elas. Bom, aí você só tem 2 caminhos a seguir: ficar junto dessa pessoa aturando a forma como ela maltrata você e acabou; ou se afastar dela o quanto você puder. Mesmo que você tenha que passar por ela em alguns momentos do dia, quase sempre tem um jeito de ficar a maior parte do tempo longe dela, nem que seja no quarto do lado. E é claro, na 1ª oportunidade que você tiver, SUMA!!! Vá morar em outro lugar aonde ela não vá com freqüência ou mesmo aonde ela não vá nunca (claro que isso só depois de você já ter pensado muito nas conseqüências práticas e em como vai ser a sua vida dali pra frente, né?). E não pense que isso é nenhum tipo de ingratidão nem de egoísmo: se a pessoa não tá disposta DE JEITO NENHUM a aceitar você, então você também não tem que aceitar a forma como ela trata você. A não ser que você goste de posar de mártir, santo, anjo ou alguma coisa desse tipo.
Mas uma das coisas mais importantes é que nós, gays, também não podemos ficar nos fazendo de vítimas, não!
Sempre vai ter gente que VAI ser contra os gays? Com certeza. Mas sempre vai ter gente que NÃO VAI ser contra os gays? Com certeza também! Você sempre vai encontrar muita gente no seu caminho que rejeita você. Mas também sempre vai encontrar muita gente que aceita você.
Aí é que tem uma coisa importante pra ser lembrada: assim como você não tem a obrigação de lamber o rabo de quem trata você mal, você também não tem motivo pra ficar perto de quem não quer você por perto. Quando alguém deixa claro que não me quer por perto, eu simplesmente me afasto dele durante a maior parte do tempo, mesmo que seja alguém por quem eu tenha que passar de vez em quando, como eu disse acima rs.
Mas o que dá pra ver é que existem pessoas específicas que são contra nós. E VOCÊ mesmo, inclusive, pode ser contra você, como eu também já disse acima. Mas não dá pra dizer que a sociedade é contra nós, nem mesmo que a sociedade cobra uma coisa específica, porque “sociedade” é a totalidade dos vários grupos de pessoas com quem você convive.
É claro que em cada grupo social existe a tendência da maior parte das pessoas ali presentes de seguir um determinado estilo de vida. Então, você pode até dizer que existem grupos sociais (e não a sociedade toda) que cobram realmente um comportamento hétero da sua parte.
Assim, como a gente pode ver, o problema não é a sociedade, mas sim indivíduos específicos e grupos sociais específicos.
Os grupos sociais que não aceitam a gente são fáceis de identificar, né? Quanto aos indivíduos, uma dica que eu posso dar a todos é observar a pessoa antes de deixar que ela se aproxime. Veja como ela trata os gays em geral e preste atenção nas coisas que ela fala sobre esse assunto.
Tudo, tudo, tudo, sem exceção, tem vantagens e desvantagens. E ser gay também.
Bom, acho que agora o mito de que a SOCIEDADE cobra que você seja hétero já foi derrubado, né?

Some people say the society requires heterosexuality from you. But pay attention: it IS NOT the society. Some people require heterosexuality from you. And some people doesn’t mean all the society.

Algunas personas dicen que la sociedad exige que tú seas heterosexual. Pero atención: eso NO ES la sociedad. Algunas personas exigen que tú seas heterosexual. Y algunas personas no significa toda la sociedad.

Alcune persone dicono che la società vuole obbligarti ad essere eterosessuale. Ma attenzione: questo NON È la società. Alcune persone vogliono obbligarti ad essere eterosessuale. Ed alcune persone non significa tutta la società.


Bom, eu volto ainda essa semana. Até lá!

5/26/2007

E NO REINO DA SUÉCIA...

Olá!!!

Hoje vamos dar uma olhada na Suécia. Não só porque lá foi legalizada a união civil entre pessoas do mesmo sexo já há alguns anos, mas também porque, já que em Março a gente deu uma olhada aqui no gatinho do Príncipe Carl Bernadotte, da Suécia, e já que parece que vocês gostaram dele, então hoje vamos conhecer um pouquinho melhor o pai dele, o Rei Carl XVI Bernadotte, da Suécia.

O Príncipe Carl Gustaf Folke Hubertus Bernadotte nasceu no Palácio de Haga, em Uppland, no dia 30 de Abril de 1946. E era filho do Príncipe Gustaf Bernadotte e da Princesa Sibylla Wettin.
Quem tava no Trono da Suécia naquela época era o bisavô dele, o Rei Gustaf V Bernadotte. A Lei de Sucessão que tava em vigor dizia que o herdeiro do Trono da Suécia era o filho homem mais velho do rei. Portanto, o herdeiro do Gustaf V era o filho dele, um príncipe que tinha o longo nome de Oscar Fredrik Wilhelm Olaf Gustaf Adolf Bernadotte. E o herdeiro desse era o filho dele, o Príncipe Gustaf, pai do pequeno Príncipe Carl.
Com efeito, o principezinho tinha 4 irmãs mais velhas do que ele. Mas como ele era o único filho homem do pai dele, ele era o herdeiro do Trono da Suécia antes delas. E ele recebeu o título de Duque de Jämtland.
O Carl foi batizado na Igreja Luterana, em Junho de 1946, quando tinha 2 meses de idade.
Em Janeiro do ano seguinte, quando ele tinha 9 meses de idade, o pai dele morreu num acidente de avião nos Países Baixos. E com isso, o Carl passava a ser o herdeiro direto do avô. Só que a mãe deles, a Princesa Sibylla, decidiu não contar aos filhos que o pai tinha morrido! Ela dizia que ele tava sempre viajando e só contou a verdade quando o Carl já tinha 7 anos! E é claro que, com isso, o impacto psicológico foi muito maior... Muitos anos mais tarde, ele deixaria claro o quanto a figura do pai fez falta na vida dele. E mais ainda depois que ele soube do que tinha acontecido.
Bom, ainda em Outubro de 1959, morreu o bisavô do Carl, o Rei Gustaf V. E assim o filho dele passou a ser o novo ocupante do trono, deixando aquele longo nome e sendo coroado como “Sua Majestade, o Rei Gustaf VI, da Suécia”. E o Carl, como filho do falecido filho dele, passava a ser o novo herdeiro direto do Trono da Suécia.
Assim que terminou o Ensino Médio, o Carl se alistou nas Forças Armadas, passando 6 meses no Exército Real Sueco, 6 meses na Marinha Real Sueca e 6 meses na Força Aérea Real Sueca. E ele recebeu o título de Capitão do Exército e da Força Aérea e Tenente da Marinha da Suécia.
Ele também freqüentou a Stockholms Universitet e a Uppsala Universitet, onde se formou em Ciência Política, Direito, Economia, História e Sociologia.
Durante os Jogos Olímpicos de Munique, em 1972, o Carl conheceu a Silvia Sommerlath, filha de um grande empresário alemão, que trabalhava lá como supervisora. E aí eles começaram a namorar. Mas o avô dele, o velho Rei Gustaf VI, se opôs intransigentemente a um casamento, porque a Silvia não tinha sangue azul: ela era de família plebéia. E o rei chegou a ameaçar deserdar o neto dos direitos ao trono se ele se casasse com ela! Mas isso não impediu que os planos deles seguissem em frente...Foi também em Novembro desse ano que a mãe do Carl morreu de câncer. E menos de 1 ano depois, em 15 de Setembro de 1973, foi a vez do avô dele. E com isso, o Carl se tornou o novo Rei da Suécia, passando a se chamar Carl XVI. A cerimônia de posse foi 4 dias depois. Olhem como ele era lindo!


Foi aí também que ele declarou o lema que pretendia seguir como rei:

“Pela Suécia, em todos os tempos!”

Em Março de 1976, ele anunciou publicamente que ia se casar com a Silvia, que passaria a ser a Rainha-consorte da Suécia. E a cerimônia foi em Junho, na Catedral de São Nicolau, em Estocolmo.
Em Julho do ano seguinte, nasceu a 1ª filha do Casal Real, a Princesa Victoria, que foi reconhecida como herdeira do Trono da Suécia.
Em Maio de 1979, nasceu o Príncipe Carl. E aí, como ainda tava em vigor a lei que dava ao 1º filho homem do rei os direitos maiores sobre o trono, ele passou a ser considerado o herdeiro. Mas em 1 de Janeiro de 1980, essa lei foi reformulada, determinando que o 1º filho do rei, independente de ser homem ou mulher, era o herdeiro do Trono da Suécia. Então, a Princesa Victoria voltou a ser a herdeira (aliás, a Suécia foi o 1º país da Europa a anular a ordem de sexo pra sucessão do trono).
Também foi só até 1980 que a Família Real morou no Palácio Real de Estocolmo: naquele ano, eles se mudaram pro Palácio de Drottningholm, onde moram até hoje, passando a usar o outro palácio mais como local de trabalho.
Em Junho de 1982, nasceu a 3ª e última filha do Casal Real, a Princesa Madeleine.
Hoje, na maior parte das cerimônias em que o Carl XVI tá presente, é como figura representativa. E quase sempre ele participa da apresentação do Prêmio Nobel.
O Carl XVI foi um rei reformador dos protocolos reais, dando fim a muitas tradições desnecessárias que a Família Real era obrigada a seguir. E os próprios compromissos pros quais ele é convidado, quando parecem coisas muito fúteis, são abertamente rejeitados. Ele prefere tá presente em instituições que realizam pesquisas industriais e tecnológicas ou mesmo se manifestar em ações de caridade.
Esse posicionamento agradou bastante ao povo sueco, já que todos os membros da Família Real são extremamente amados por mais de 80% dos súditos. E olhem que nem na Inglaterra isso acontece!
Quando vai viajar, o Carl XVI gosta de fazer as próprias malas. A não ser quando é uma viagem imprevista, porque aí não dá tempo, né?
No tempo livre, o rei gosta de estudar agricultura. Mas quando tem oportunidade, ele também gosta de cozinhar. Aliás, ele costuma dizer que adora fritar ovos!
Como a rainha-consorte tem família brasileira e costuma tá presente em algumas ações de caridade que tem aqui (sem contar as várias outras de que ela participa em outros países), o Carl XVI já teve algumas vezes aqui no Brasil. Inclusive no Carnaval, quando até arriscou alguns passos de samba!

Oggi parleremo un po’ di Svezia, uno dei paesi dove 2 persone dello stesso sesso possono realizzare la sua unione civile. Ma anche il paese del Principe Carlo Bernadotte, di cui ho parlato qui in Marzo. Ed oggi parlerò di suo padre, il Re Carlo XVI Bernadotte, di Svezia.
Lui è nato come il Principe Carlo Gustavo Folke Umberto Bernadotte, nel 30 Aprile del 1946. Ed era figlio del Principe Gustavo Bernadotte e della Principessa Sibilla Wettin.
Il Re di Svezia in quell’epoca era Gustavo V. E la Legge diceva che l’erede del re era suo figlio uomo più vecchio. Così, l’erede di Gustavo V era suo figlio, il Principe Oscar. Questo aveva come erede suo figlio, il Principe Gustavo. E questo aveva come erede suo figlio, il piccolo Principe Carlo, prima delle sue 4 sorelle più vecchie.
Carlo è diventato il Duca di Jämtland ed ha avuto un battesimo luterano.
Nel Gennaio del 1947, il Principe Gustavo era morto in un incidente con un aereoplano. Ma la Principessa Sibilla non l’ha detto ai suoi figli! Lei gli diceva che lui stava sempre in viaggio.
Solo quando Carlo aveva già 7 anni, lui ha saputo quello che è stato sucesso a suo padre. E molti anni dopo questo, lui ammetterebbe come il padre gli è mancato per tutta la vita...

King Gustav V, Carl’s great-grand-father, died in 1959. And his son became the new monarch, as King Gustav VI of Sweden. And Carl, as the son of his late son, became the new heir-apparent of the Swedish Throne.
He’d be in the Royal Swedish Army, Royal Swedish Navy, and Royal Swedish Air Force. And he completed academic studies at Stockholms Universitet and Uppsala Universitet.
At the 1972 Summer Olympics, Carl met Silvia Sommerlath, daughter of a German businessman. And they started a romantic relationship. But King Gustav VI didn’t accept a possible marriage between them, because Silvia wasn’t a noblewoman. And he intended even exclud his grandson from his rights over the Swedish Throne if he would marry Silvia. But Carl wouldn’t give up...
His mother would die in November. And his grand-father would in the next year, on September 15th. And on this day, Carl became the new King of Sweden, as Carl XVI.
From that time to now, his royal slogan has been:


“For Sweden, With The Times!”

In 1976, he married Silvia, who became the new Queen-consort of Sweden.

En Julio de 1977, nació la Princesa Victoria, la primera hija del Rey Carlos XVI y de la Reina consorte Silvia. Y heredera del Trono de Suecia.
En Mayo de 1979, nació el Príncipe Carlos. Y la Ley todavía decía que el primer hijo hombre del rey era el heredero del Trono de Suecia. Entonces, el príncipe pasó a ser eso. Pero en Enero de 1980, la Ley fue cambiada, pasando a hacer del primer hijo del rey (hombre o mujer) el heredero. Y la princesa volvió a serlo (Suecia fue la primera monaquía de Europa a cambiar ese tipo de ley).
También en 1980, la Familia Real dejó el Palacio Real de Estocolmo y se fue a vivir en el Palacio de Drottningholm.
La última hija de Carlos XVI y Silvia nació en 1982. Fue la Princesa Magdalena.
Carlos XVI puede ser visto siempre en los Premios Nobel.
El cambió muchas tradiciones sin motivo que la Familia Real tenía que seguir antes. Y no va a invitaciones que le parecen frívolas.
Eso gustó a los suecos, que aman los miembros de su Familia Real hasta mismo más que los ingleses aman la suya...
Cuando Carlos XVI tiene que viajar, a él mismo gusta hacer y desacer sus valijas. Y cuando no tiene nada que hacer, le gusta estudiar agricultura y cocinar.
Una parte de la familia de la reina consorte vive aquí en Brasil. Y ella también tiene aciones de caridad que hace aquí, haciendola venir a Brasil muchas vecer. Y así, el rey ya estuvo también aquí algunas veces. Hasta mismo durante el Carnaval, cuando danzó un poquito de samba.


É isso, gente! Bom fim de semana e até a próxima!

5/23/2007

DIA MUNDIAL DO COMBATE AO FUMO

Olá!!!

Olhem, o Kaká, do Viver Sem Fronteiras, me convidou a participar do desafio do “Se eu fosse...”, que muitos de vocês já devem ter visto aí em vários blogs.
Eu segui o modelo dele e respondi o desafio no post embaixo desse aqui. Tá lá pra vocês verem.rs Valeu, Kaká! Grande abraço!
Bom, o dia 07 do mês passado, como vocês devem ter visto nas datas comemorativas de Abril, foi o Dia Mundial do Combate ao Fumo. Eu ia aproveitar pra fazer uma lembrança aqui sobre esse assunto. Mas, pelos problemas técnicos que aconteceram, acabei não podendo fazer isso em Abril. Então, vou fazer hoje.rs
Em 1º lugar, eu poderia dizer simplesmente que tem coisas muito mais interessantes do que cigarro pra botar na boca, né? Isso vale a pena saborear... É uma delícia!rsrsrs
Agora, falando sério, como muitos de vocês devem saber, o cigarro é a 2ª maior causa de mortes no Mundo. Só perde pra fome!
Eu acho engraçado quando a gente vê manifestações de combate ao fumo em que aparece escrito:

“FUMAR FAZ MAL À SAÚDE”

Me dá vontade de rir, né? Porque fumar não faz mal. Fumar MATA! É diferente de só fazer mal.
A maior parte das estatísticas concordam que entre 300 e 350 pessoas morrem por dia no Brasil em conseqüência de algum problema de saúde causado pelo cigarro. E no resto do Mundo não é muito diferente disso, não. Agora eu poderia dar vários exemplos aqui de pessoas conhecidas que morreram devido a algum problema causado pelo cigarro. Mas decidi falar sobre o ator estadunidense Dick York, um exemplo mais antigo, pra lembrar que o cigarro tem feito vítimas desde sempre.

Ele nasceu em Indiana, em 04 de Setembro de 1928, com o nome de Richard Allen York.
Em Novembro de 1951, ele se casou com a Joan Alt, com quem teria 5 filhos.
O Dick era um homem alto (1, 85m) e forte. Mas em 1959, durante as filmagens de They Came To Cordura, ele sofreu um acidente e ficou severamente ferido nas costas, o que impediu ele pro resto da vida de voltar a fazer movimentos muito bruscos e de ficar em certas posições. E foi aparentemente a partir daí que ele virou um hipocondríaco e fumante compulsivo: passaria a devorar maços e maços de cigarros seguidos...
Em 1964, o Dick teve o personagem mais marcante da carreira dele, o Darris Stephens, de A Feiticeira. Ele interpretou esse personagem até 1969, quando teve um colapso em pleno estúdio, ficando com a respiração travada. O Dick teve que ser levado às pressas pro hospital e, por vontade própria, ele decidiu deixar o seriado pra se tratar. Mas apesar disso, e mesmo não conseguindo mais respirar normalmente, ele continuava fumando muito...Conclusão: ele precisou fazer uma traqueostomia, ou seja, teve que ser feito um buraco na garganta dele pra que ele tivesse condições de continuar respirando. E alguns anos depois, ele tava assim:


O calvário do Dick durou até a morte, em 20 de Fevereiro de 1992. E eu vou mandar um recado bem direto pra quem fuma: se você não parar o quanto antes, o seu futuro também vai ser esse ou outro muito parecido com esse!
Pra quem pensa que eu tô exagerando, vamos ver os resultados práticos: fumar atrapalha (e às vezes impede por completo) o tratamento de qualquer problema de saúde, aumenta a pressão sanguínea de forma descontrolada, contamina os espermatozóides (o filho de um homem fumante tem uma chance 42% maior que o de um não-fumante de nascer com problemas físicos e/ou mentais), dificulta a assimilação de Vitamina A pelo organismo, diminui a circulação do sangue nas extremidades do corpo (o que pode provocar gangrena e obrigar à amputação do membro atingido), diminui a oxigenação do sangue, diminui a resistência às bactérias, diminui o fluxo de sangue no pênis (podendo até provocar impotência permanente, independente da idade do homem), enfraquece o sistema imunológico, facilita o desenvolvimento de cáries e tártaros nos dentes, faz a boca ficar eternamente com um gosto desagradável, faz desenvolver catarata nos olhos (o que pode acabar terminando em cegueira), faz os dentes caírem com 150% mais frequência do que o comum, faz o aparelho respiratório produzir um horrível excesso de catarro, obstrui as veias e artérias (principalmente nas proximidades do aparelho auditivo, o que pode resultar em inflamações nos ouvidos ou até mesmo em surdez), provoca bronquite, provoca câncer nos pulmões (além de acelerar o desenvolvimento de outros tipos de câncer), provoca psoríase, provoca úlceras no estômago, provoca uma dificuldade cada vez maior de respirar, provoca uma tosse absurdamente insaciável e reduz a densidade dos ossos (as fraturas se tornam muito mais comuns).
Além da perda da saúde, o fumo também ocasiona a perda da beleza. Sem hipocrisia, não vamos fingir que ninguém tá preocupado com essa parte também, né?
Fumar faz os cabelos ficarem quebradiços e/ou caírem, tira o brilho dos olhos, faz os dentes ficarem amarelados, enruga e resseca a pele e faz os dedos (e principalmente as unhas) ficarem amarelados.
E além de tudo isso, quem fuma ainda fica sempre com as roupas e o próprio corpo cheirando a cigarro. Ou seja, às vezes, fica até difícil se aproximar de novas pessoas. Se você é fumante, chega pruma pessoa com quem você não tem intimidade, abre a boca e solta aquele bafo de fumaça mofada em cima da pessoa, sinceramente, você acha que isso provoca uma boa impressão?
Bom, é claro que eu mantenho sempre aquele posicionamento: se você é adulto, se você já pensou nos resultados práticos do que vai fazer e se você decidiu fazer assim mesmo, vá em frente. Mas a responsabilidade aí sua!
E pra quem tá querendo parar de fumar e não consegue (que é o caso de muitos), eu vou deixar aqui o link pros Fumantes Anônimos. Vale a pena dar uma olhada lá.

http://www.fumantesanonimos.org/

El día 7 de Abril fue el Día Mundial del Combate Contra El Humo. Pero como entonces yo no pude hablar de eso, por problemas con mi computador, hablaré hoy.
Primer, quiero decir que hay cosas más interesantes para poner en la boca que no son cigarrillos... ¿Los penes existen para qué?rsrsrs
Pero, hablando francamente, los cigarrillos son el segundo mayor motivo de muertes en el Mundo. Solo el hambre mata más!
Es hasta mismo divertido decir que fumar hace daño a la salud. Porqué fumar, en verdad, mata! Hacer daño es poco.
En Brasil, más o menos 300 personas se mueren en 1 día por conta de fumar. Y en los otros paises no es muy diferente.
Hay muchos ejemplos de personas conocidas de muchas épocas diferentes y paises diferentes que no están más entre nosotros por conta de fumar. Entre ellas, el actor estadounidense Dick York.

Richard Allen York (il futuro Dick York) è nato in Indiana, nel 4 Settembre del 1928.
Nel 1951, lui ha sposato Joan Alt, la madre dei suoi 5 figli.
Dick era un uomo alto e forte. Ma dopo un incidente nel 1959, mentre filmava
They Came To Corduras, lui ha avuto dei problemi terribili nella sua schiena. E forse per questo, ha cominciato a fumare senza fermare...
Nel 1964, Dick ha avuto il personaggio principale della sua carriera: Darris Stephens, in
Vita da Strega. Ma nel 1969, lui ha avuto un collasso nello studio mentre filmava e, nel ospedale, ha deciso di lasciare Vita da Strega per fare attenzione alla sua salute.
Ma lui ancora fumerebbe di più! E per questo c’è stato bisogno d’avere una tracheotomia.
Voi potete vedere sopra come Dick era prima e come lui è diventato dopo tutto questo.
Lui ha vissuto così fino alla morte, nel 20 Febraio del 1992. E se tu fumi, devo dirti: tu devi fermare prima che lo stesso passi con te.

Let’s see what happen to a person who smokes every day: cigarettes make every health treatment more difficult, damage the blood pressure, contaminate the male smokers’ sperm, prevent the smokers’ organism to get Vitamin A, make the circulatory system weak, cause male impotence (sometimes forever), make the immune system weak, make the teeth weak, give some kind of horrible smell and taste in the mouth, can blind the smokers, give too much catarrh to the respiratory system, block arteries and veins up, cause bronchitis, cause lung cancer (and other kinds of cancer), cause stomach sicknesses, cause too much cough, make the bones weak, and do even worse things.
Cigarettes also destroy the hair’s beauty, make the smokers’ eyes opaque, and make the smokers’ teeth, fingers, and nails yellowish. A smoker’s clothes (and also the smoker himself) get some kind of horrible smell.
But of course, if you aren’t a minor, if you have already thought about the consequences of smoking, and if you decided to do that even so, go ahead. But don’t forget it’s only YOUR responsibility.

TÁ AÍ, KAKÁ!rs

Se eu fosse uma hora do dia, seria meia-noite.

Se eu fosse um astro (espacial), seria a Lua.

Se eu fosse um astro (pessoa), seria o ator pornô Drew Andrews.

Se eu fosse uma direção, seria o Sul, já que o Sul é a direção do Fogo e eu sou todo do Fogo.

Se eu fosse um móvel, seria uma estante de estilo prático.

Se eu fosse um líquido... Seria meio redundante dizer que eu seria água, porque todo líquido, se separado dos seus outros componentes, não passa de água. Então, se eu fosse um líquido, seria esperma!

Se eu fosse um pecado (ou o que chamam de “pecado”, porque eu não acredito nessa definição), seria a luxúria.

Se eu fosse uma pedra, seria um diamante.

Se eu fosse uma árvore, seria um pinheiro.

Se eu fosse um fruto, seria um morango.

Se eu fosse um clima, seria o frio, apesar de ser todo Fogo.

Se eu fosse uma flor, seria a camélia.

Se eu fosse um instrumento musical, seria um teclado.

Se eu fosse um elemento, como eu já disse, seria o Fogo.

Se eu fosse uma cor, seria o preto.

Se eu fosse um animal... Essa é difícil porque tem muitas possibilidades. Mas eu acho que seria uma serpente bem venenosa.

Se eu fosse um som, seria o som do fogo crepitando.

Se eu fosse uma música, seria Più Che Puoi, do Eros Ramazzotti.

Se eu fosse um estilo musical, seria rock, mas sem ser heavy metal (afinal, tamos falando de música, e não de barulho!rs).

Se eu fosse um sentimento, seria o entusiasmo.

Se eu fosse um livro, seria A Odisséia, do Homero.

Se eu fosse uma comida, seria qualquer coisa feita de chocolate.

Se eu fosse um lugar, seria a Lagoa Rodrigo de Freitas, aqui no Rio.

Se eu fosse um gosto... Aí eu tenho que responder 2 coisas: eu seria o doce mais concentrado pros meus amigos; e seria o amargo mais concentrado pros meus inimigos. Aliás, pra muitos, acho que eu já sou!

Se eu fosse um cheiro, seria um perfume masculino (perfume feminino me sufoca e não me deixa respirar direito! Irg!).

Se eu fosse uma palavra, seria JUSTIÇA.

Se eu fosse um verbo, seria CONHECER.

Se eu fosse um objeto, seria uma enciclopédia.

Se eu fosse uma peça de roupa, seria uma sunga. Encostar o tempo todo e ao mesmo tempo num cacete e numa bunda de homem deve ser uma delícia, né?rsrsrs

Se eu fosse uma parte do corpo, seria o aparelho sexual masculino completo.

Se eu fosse uma expressão facial, também vou ter que responder 2 coisas: eu seria um sorriso pros meus amigos; e seria uma cara de indiferença pros meus inimigos.

Se eu fosse um personagem de história em quadrinho, seria o João Cavalo, do Carlos Zéfiro.rs

Se eu fosse um filme, seria As Brumas de Avalon (apesar do livro ser bem melhor do que o filme).

Se eu fosse uma forma, seria uma linha reta.

Se eu fosse um número, seria 8 (já esbarrei com esse número várias vezes em vários momentos importantes da minha vida).

Se eu fosse uma estação do ano, seria o Inverno (que aqui no Rio não é frio).

Se eu fosse uma frase, seria “Não importa o que fizeram de você, mas sim o que você faz do que fizeram de você” (Jean-Paul Sartre). Depois que eu conheci essa frase e passei a usar ela como lema, foi impressionante como a minha vida ficou mais fácil e mais simples!

Bom, eu teria que convidar mais 4 pessoas a participarem desse desafio. Só que como muita gente já fez, e eu não lembro exatamente quem já fez rs, vou deixar o desafio aqui meio em aberto pra todos que ainda não fizeram, tá?
Até a próxima!

5/21/2007

UM ÍCONE DO CINEMA ALEMÃO

Olá!!!

Bom início de semana pra todo mundo!
Olhem só: teve gente me pedindo pra botar aqui um link prum site que tenha aquele comercial do Arroz Urbano. Aquele que tem os gatões oferecendo pratos diferentes preparados com esse arroz.
Bom, não chega a ser muito difícil encontrar esse comercial por aí. No Youtube mesmo tem. Mas vou deixar o link aqui pra vocês:

http://www.youtube.com/watch?v=azNEjEkpyUo

Bom, hoje vamos dar uma olhada em mais um personagem histórico gay, o diretor, produtor e roteirista alemão F. W. Murnau.

Friedrich Wilhelm Plumpe nasceu em Rhine-Westphalia, em 28 de Dezembro de 1888.
Ele se formou em História da Arte pela Ruprecht-Karls-Universität Heidelberg.
O Friedrich era um homem muito alto. Mas, apesar disso, parece que ele nunca teve curiosidade em saber a própria altura, que nunca foi registrada. Mas dizem que ele tinha mais ou menos 2 metros.
Com 26 anos, o Friedrich teve que servir ao Exército Alemão, por causa da 1ª Guerra Mundial. E ele chegou a pilotar vários aviões em combate.
Pouco depois que a guerra acabou, em 1919, ele dirigiu o 1º filme da carreira dele: Der Knabe in Blau. E assumiu o nome artístico de F. W, Murnau.
Nessa mesma época, ele decidiu dirigir a 1ª versão pro cinema do livro Drácula, do Bram Stoker. Só que a viúva dele, a Florence Balcombe, tinha ficado com os direitos autorais da obra do marido. E ela não liberou Drácula pra ser filmado.O F. W. resolveu fazer o filme assim mesmo, mudando só os nomes de alguns personagens (o Conde Drácula virou Conde Orlok, o Jonathan Harker virou Thomas Hutter e tal), removendo outros personagens do original e modificando alguns detalhes da história. E o título do filme foi mudado de Drácula pra Nosferatu.


É claro que não foi muito difícil pra quem tinha lido Drácula entender que Nosferatu era uma versão do livro. E quando a Florence soube, abriu um processo contra o F. W., conseguindo fazer com que, pouco depois, o filme fosse caçado e todas as cópias que tivessem sob a responsabilidade do F. W. fossem destruídas.
Só que várias cópias já tinham sido vendidas pra outros países, onde os advogados da Florence não conseguiram impor a destruição delas. E foi graças a essas cópias que o filme chegou até os dias de hoje.
Nosferatu foi lançado em 1922, mesmo ano em que foi feito o 1º filme que o F. W. produziu: Der Brennende Acker. E em 1924, foi feito o 1º filme com o roteiro escrito especificamente por ele: Komödie des Herzens.
Uma das características mais marcantes dos filmes do F. W. é que nunca fica claro se algumas partes da história são verdade ou delírio de algum personagem.
Ele foi (e é até hoje) considerado um dos 3 maiores diretores da História do Cinema Alemão no início do século XX (os outros 2 são o Ernst Lubitsch e o Fritz Lang).
Visto como uma dos maiores nomes do cinema no Mundo, o F. W. se mudou pra Califórnia em 1926.
Ele teve ao todo 21 trabalhos como diretor, 2 como roteirista e 2 como produtor.
É pena que alguns filmes dele tenham sido tão danificados pela ação do tempo ao longo das décadas que tenham perdido a maior parte das cenas, chegando só alguns fragmentos até os dias de hoje. Mas a maioria ainda tá inteira (ou quase) até hoje.
Quando perguntavam como o F. W. tinha conseguido fazer tanta coisa em tão pouco tempo, ele respondia:
“Não aja! Pense!”
No dia 11 de Março de 1931, 3 meses depois de completar 42 anos, ele tava num carro, na Califórnia, com um aparente namorado ou ficante, chamado Garcia Stevenson. E apesar do garoto ter só 14 anos, era ele que tava no volante. Uma loucura, sem dúvida, né? Só que a loucura foi além disso: o F. W. resolveu tirar as calças dele e fazer um boquete nele enquanto ele tava dirigindo! É claro que a coisa não acabou bem: o carro bateu e os 2 morreram. E quando foram retirar os 2 cadáveres das ferragens, ainda tavam na posição de sexo oral.
Até esse dia, a vida sexual do F. W. sempre tinha sido um grande mistério, do qual ele nunca falava em público. E mesmo depois da morte dele, nunca se soube com clareza de outros homens nem de mulheres com quem ele tenha se envolvido. O que a gente pode supor é que ele não pensava muito nas conseqüências na hora de transar e gostava de homens mais novos... Mas vamos combinar que não tinham que ser tão novos assim, né? Um garotão de uns 18 ou 19 anos é uma delícia. Mas 14 já é passar dos limites!
Bom, pouco depois da morte dele, o último filme dele (Tabu: A Story of The Seas), ganhou o Oscar de Melhor Filme naquele ano. Foi só mais um dos reconhecimentos que o F. W. continuaria a receber mesmo depois da morte. E como eu já disse, recebe até hoje.

Para quien quiera verlo, el link arriba es para el anuncio publicitario del Arroz Urbano, con algunos hombres muy hermosos.
Bueno, ahora hablemos un poquito de un otro personaje histórico gay, el director, productor y guionista alemán F. W. Murnau.
El nació en Rhine-Westphalia, en 28 de Diciembre de 1888, con el nombre de Friedrich Wilhelm Plumpe.
Su formación fue en Historia del Arte, por la Ruprecht-Karls-Universität Heidelberg.
Friedrich era un hombre muy alto (tal vez con más de 2 metros).
Cuando él tenía 26 años, hubo la Primera Guerra Mundial. Y el tuvo que pilotar aviones del Ejército Alemán durante el combate.
Después de la guerra, en 1919, él tuvo su primera película como director
(Der Knabe in Blau). Y pasó a tener el apodo artístico de F. W. Murnau.

Negli anni 20, F. W. ha pensato di fare la prima versione cinematografica del libro
Dracula, di Bram Stoker. Ma sua vedova Florence Balcombe aveva i diritti sul libro e non l’ha voluto come un film.
F. W. ha deciso di fare il film cambiando i nomi di alcuni personaggi, buttando via alcuni altri personaggi e cambiando alcune parti della storia. Ed anche il nome del film è cambiato a
Nosferatu, Il Vampiro.
Chiaramente, chi ha letto Dracula e visto Nosferatu ha capito che il film era una versione del libro. E gli avvocati di Florence sono riusciti a fare il film essere distrutto. Ma solo le copie che erano con F. W. Le altre, che erano già in altri paesi, sono le responsabili per il film esistere fino adesso.
Nosferatu è finito nel 1922, lo stesso anno quando F. W. ha avuto il suo primo film come produttore (Der Brennende Acker). E nel 1924, lui ha avuto il suo primo film come copionista (Komödie des Herzens).
Nei film di F. W., c’è sempre qualche parte che non si sa se è vera o se è la fantasia di qualche personaggio.

F. W. is considered one of the 3 greatest German film directors, along side Ernst Lubitsch and Fritz Lang. He was a director for 21 times, a productor for twice, and a scriptwriter for twice.
It’s a pity many of his movies lost many of their scenes, due time action. But most of them are intact (or almost intact) to now.
F. W. moved from German to the States in 1926.
On March 11th, in 1931, he was in a car in California with the 14-year-old Garcia Stevenson, who was (presumably) his lover.
Suddenly, F. W. decided to have oral sex with Garcia. And they had a car accident which killed both.
To that day, F. W.’s sexual life had been a big mistery. Even because nobody used to see him with any man or woman. But we can suppose he didn’t use to think so much before having his sexual fantasies and he liked younger men. But let say it would be much better looking for older guys. A 14-year-old one is an exageration, isn’t it?
After F. W.’s death, his last movie
(Tabu: A Story of The Seas) won an Oscar.

Até a próxima!

5/19/2007

UM ATOR DE VÁRIAS FACES

Olá!!!

Bom, como no final do mês passado, pelos problemas que vocês já sabem, não deu pra eu fazer a lista das datas comemorativas de Maio, eu tô mandando essa lista hoje. Tá logo aí embaixo desse post aqui.
Agora abrindo um parêntesis aqui, vocês viram as fotos que o René publicou no Alan, Alen, Alin? Só homem gostoso! Isso é que é bom gosto! Parabéns, René! E pra quem não viu, vale a pena dar uma conferida lá. O link pro blog dele tá aí na minha lista de blogs em Espanhol.Bom, agora, vamos ao tema de hoje: com vocês, o ator neozelandês Karl Urban.

Karl-Heinz Urban nasceu na Ilha Norte da Nova Zelândia, em 07 de Junho de 1972, numa família de antepassados alemães.
Ele estudou na St Mark’s Church School. E foi lá mesmo que ele começou a se interessar por interpretação.
Apesar de ter feito uma participação de 1 única cena num programa de televisão quando tinha 8 anos, o Karl-Heinz só voltaria a trabalhar como ator em 1990, depois de terminar o ensino médio, no seriado Shark In The Park. E aí ele adotou o nome artístico simplificado de Karl Urban.
Depois, ele conseguiu um personagem no seriado Shortland Street. O personagem era um para-médico gay chamado Jamie. E ficou no seriado por 1 temporada, de 1993 a 1994.
Logo depois disso, o Karl entrou pra Victoria University. Mas trancou a matrícula pra correr atrás das oportunidades que tavam aparecendo, principalmente no teatro.
Depois de participar de várias peças de teatro em Wellington, ele se mudou pra Auckland, onde seguiu a mesma profissão.Em 1996, vieram os 2 primeiros trabalhos de destaque internacional do Karl, os seriados Hercules e Xena, A Princesa Guerreira. E ele ficou nesses seriados até 2001, interpretando 2 personagens: Cupido...


... e Cesar.

Os 2 personagens são mostrados de uma forma bem distante do original, como costuma acontecer em Xena (eu já expliquei isso no post que eu fiz sobre o Ted Raimi aqui em Abril, né?).
Além disso, o Karl também fez 2 figurações em Xena, como um homem das cavernas e um judeu, que apareceram em cenas rápidas.
Tiveram umas fofocas de que ele tava namorando a atriz Renee O’Connor, que interpretava a Gabrielle. Mas os 2 desmentiram isso.
Ainda no ano 2000, nasceu o Hunter, o 1º filho do Karl com a namorada dele, a atriz Natalie Dennis.
Assim que saiu de Xena, o Karl teve no filme de terror Navio Fantasma, de 2002, uma produção Austrália-Estados Unidos.
Imediatamente depois, ele teve em O Senhor dos Anéis: As Duas Torres, interpretando o Rei Éomer, de Rohan.
No ano seguinte, estreou O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei, em que ele interpretou o mesmo personagem.
O Karl teve até agora 22 trabalhos como ator no cinema e televisão.
Em 2004, ele se casou com a Natalie, com quem tá junto até hoje. E em 2006, eles tiveram outra filha, a Andrianna.
No tempo livre, o Karl gosta de jogar golfe, pescar, surfar e cuidar dos jardins da casa dele.

Bueno, antes de empezar, no puedo dejar de decir que las fotos que René puso en su blog Alan, Alen, Alin están entre las más sensuales que ya ví. Entonces, muy bien, René! Tu blog está óptimo! Y tus otros 2 blogs también, es claro.
Ahora, vamos a hablar un poquito del actor neozelandés Karl Urban.
El nació en la Isla Norte, en 07 de Junio de 1972, en una familia alemana, con el nombre de Karl-Heinz Urban.
El comenzó a pensar en ser actor cuando estudiaba en la St Mark’s Church School. Y tuvo una escena muy rápida en un show de TV cuando tenía 8 años. Pero solo trabajaría realmente como actor en 1990, en
Shark In The Park, cuando tuvo el apodo artístico de Karl Urban.

Fra il 1993 ed il 1994, Karl è stato in
Shortland Street come Jamie, un personaggio gay.
Dopo questo, lui è andato alla Victoria University, ma senza laurearsi, perché ha cominciato a lavorare molto come attore teatrale. E dopo esser stato in molti show teatrali di Wellington, Karl è andato a vivere in Auckland, continuando colla stessa carriera.
Nel 1996, lui è stato in
Hercules e Xena: Principessa Guerriera, i suoi primi lavori internazionali.
I personaggi di Karl sono stati Cupido e Cesare. Ma i 2 non hanno quasi niente di quello che si vede nella Storia e nella Mitologia Romane.
Lui ha avuto anche 2 personaggi più piccoli in
Xena. Ma nessun ha avuto una gran importanza nella storia.

There were some gossips about a romantic relationship between Karl and actress Renee O’Connor. But both denied that.
In 2000, Karl and his girlfriend, actress Natalie Dennis, had a son, Hunter.
In 2002, Karl was in
Ghost Ship. And in the same year he could be seen in The Lord of The Rings: The Two Towers, as Eomer of Rohan.
He was also in
The Lord of The Rings: The Return of The King (2003), also as Eomer.
To now, Karl’s been a Cinema and TV actor for 22 times.
He married Natalie in 2004. and they had another daughter, Andrianna, in 2006.
Karl likes fishing, gardening, playing golf, and surfing.


Bom fim de semana e até a próxima!

datas comemorativas de MAIO

01- dia mundial do trabalho; dia da Literatura Brasileira.

02- aniversário de 488 anos da morte do Leonardo da Vinci.

03- dia mundial da liberdade de imprensa.

05- aniversário de 5 anos do suicídio do Shogo Shiotani.

06- aniversário do George Clooney (46 anos).

07- dia do artista plástico; dia do oftalmologista; dia do silêncio.

08- dia do marketeiro; dia do pintor; dia mundial da Cruz Vermelha.

10- aniversário do Bono do U2 (47 anos).

11- dia do barbeiro; aniversário de 155 anos da inauguração do telegrafo no Brasil.

12- dia do enfermeiro; dia do farmacêutico.

13- dia da fraternidade; dia do automóvel.

14- aniversário de 364 anos da morte do Rei Louis XIII de Bourbón, da França.

15- dia do assistente social.

16- dia do gari; aniversário de 8 anos da morte do Luiz Armando Queiroz.

17- dia mundial do combate à homofobia.

18- dia do combate à corrupção de menores; dia mundial do museu.

19- dia do advogado; dia da defensoria pública; dia do físico.

22- aniversário de 40 anos da morte do Langston Hughes.

24- dia do café; dia do digitador; dia do telegrafista.

25- dia da indústria; dia da toalha; dia do trabalhador rural.

26- aniversário do Príncipe Frederik, da Dinamarca (39 anos).

28- aniversário de 650 anos da morte do Rei Afonso IV, de Portugal.

31- dia mundial do combate ao tabaco.

5/17/2007

UM PIONEIRO MEXICANO

Olá!!!

Vamos dar uma olhada hoje num ator e cantor mexicano que, há apenas 2 meses, assumiu publicamente que é gay... Bom, na verdade, a imprensa assumiu por ele. Vamos ver isso melhor: com vocês, o Christian Chávez.

José Christian Chávez Graza nasceu em Tamaulipas, em 07 de Agosto de 1983.
Com 3 meses de idade, ele teve o primeiro trabalho ligado a publicidade: um comercial de fraldas.
Desde os 12 anos que o José começou a fazer cursos de interpretação e canto, já que sempre se interessou tanto pelo teatro quanto pela música.
Apesar disso, ao mesmo tempo, ele estudava em escolas católicas ultraconservadoras.
A estréia do José como ator na televisão foi em 2001, na novela El Juego de La Vida, quando ele adotou o nome artístico simplificado de Christian Chávez. E depois disso, 1º trabalho de destaque dele foi na novela Clase 406, de 2002.
Mas o personagem principal da carreira dele até hoje foi o Giovanni, da novela Rebelde, gravada entre 2004 e 2006.
Dessa novela Rebelde, surgiu a banda RBD, que passou aqui pelo Brasil em Fevereiro e em Outubro do ano passado.Desde 2005, começaram a aparecer no México algumas fofocas dando a entender que o Christian era gay. Mas, diante disso, ele sempre respondia que não era. Até que, no início de 2007, entraram em discussão algumas fotos em que o Christian aparecia trocando alianças e assinando documentos junto com o cabeleireiro canadense BJ Murphy, no Canadá. E foi comentado inclusive que as fotos tinham sido tiradas em 2005, mesmo ano em que a união civil entre pessoas do mesmo sexo tinha sido legalizada no Canadá. Essa é uma delas, publicada pelo site
latingossip.com:

Perguntado sobre o que seriam aquelas fotos, o Christian finalmente assumiu que tinha legalizado a união com o BJ. E que só tinha negado antes em público que era gay por medo das críticas e da provável rejeição de uma grande parte dos fãs. Mas principalmente por medo da família dele ser hostilizada por conservadores, já que, até hoje, nenhum outro artista mexicano que tivesse na mídia assumiu publicamente que é gay. O Christian foi o primeiro. E quando o assunto é assumir a homossexualidade, os primeiros geralmente são os mais mal recebidos, né?
Mas, ao contrário do que se esperava, a maior parte dos fãs dele aceitaram numa boa. E o Ricky Martin, na mesma semana, fez uma declaração em público dando total apoio à atitude do Christian.
Os amigos mais próximos dele e os da RBD também não tiveram problema nenhum com a declaração dele. Mas esses já sabiam, é claro. Aliás, ele sempre se deu muito bem com os amigos e sempre foi muito querido por eles.
Eles acabaram de lançar, em 14 de Março, o filme RBD: La Familia, um curta-metragem de 44 minutos. E com esse já são 6 os trabalhos que o Christian teve como ator até hoje no cinema e na televisão.
Ele e os amigos do grupo também criaram uma organização pra ajudar crianças e adolescentes carentes do Brasil e do México. Se chama Salvame.
Com 1, 80m de altura, o Christian já usou os cabelos nas mais variadas cores: amarelo, dourado, laranja, preto, rosa, roxo, vermelho... Mas, de um jeito ou de outro, ele tá sempre bonitinho, né?

Hoy hablaremos un poquito de un actor y cantante mexicano de cuya homosexualidad es conocida publicamente hay solo 2 meses. Estoy hablando de Christian Chávez.
El nació en Tamaulipas, en 08 de Agosto de 1983, con el nombre de José Christian Chavez Graza.
Su primer trabajo con publicidad fue un anuncio publicitario de pañales cuando él tenía solo 3 meses de edad.
Desde sus 12 años, José estudió teatro y música. Pero estudiaba en escuelas católicas muy conservadoras.
Su primeara vez en la TV fue en la telenovela
El Juego de La Vida, de 2001, cuando él tuvo el apodo artístico simplificado de Christian Chávez.
El pasó a ser más conocido con latelenovela
Clase 406, de 2002. Pero su gran momento hasta hoy fue en la telenovela Rebelde, hecha entre 2004 y 2006. Y el grupo musical RBD (que estuvo aquí en Brasil en 2006) viene de esa telenovela.

From 2005 to the early 2007, there had been in Mexico some gossips about Christian’s sexuality. Some people used to suppose he was gay. But he always denied it.
As I said, it changed in the early 2007, when some pics of his secret same-sex marriage could be seen in public. And it was also said those pics were made in Canada, in 2005 (you guys can see above the link to latingossip.com, where most of these pics can be seen).
After that, Christian admited in public he was gay. His husband is the Canadian BJ Murphy. And he said he didn’t admit it before not only because he was afraid of a possible rejection from his fans, but also because he was afraid of some conservative who could threaten his family. It was because Christian was the very first famous Mexican actor to say in public he was gay. And the first famous people to do that are usually the gays worst seen by the conservative public, aren’t they?

Dopo aver ammesso che è gay, Christian è stato bene visto per la parte più grande dei suoi fans. E Ricky Martin, nella stessa settimana, gli è stato accanto pubblicamente.
Anche gli amici più prossimi di Christian e quei del gruppo RBD gli sono stati accanto (ma questi chiaramente già lo sapevano). Lui è sempre stato molto caro ai suoi amici.
A proposito, loro hanno finito da poco il film
RBD: La Familia. Così, Christian ha già avuto fino adesso 6 lavori come attore alla TV ed al Cinema.
Lui ed i suoi amici hanno anche creato l’organizzazione Salvame, per aiutare i bambini e gli adolescenti poveri di Brasile e Messico.
Christian ha 1, 80m ed ha già usato i suoi capelli in molti colori diversi: giallo, biondo oro, arancione, nero, rosa, violetto, rosso... Ma lui è sempre bello, vero?


Até a próxima!

5/16/2007

CHEGA DE SER ATOR

Olá!!!

Hoje vamos dar uma olhada no ex-ator, ex-dublê e atual professor de Artes Marciais estadunidense Steve Cardenas.

Stephen Antonio Cárdenas nasceu na Virginia, em 29 de Maio de 1974, numa família mexicana.
Pouco depois que o Stephen nasceu, a família dele se mudou pro Texas e depois pra Idaho.
Desde os 12 anos, o Stephen pratica Artes Marciais. E ele já chegou até a fazer parte de um grupo voluntário de Artes Marciais chamado Warriors, que andava pelos Estados Unidos ajudando adolescentes problemáticos.
Bonito e com 1, 73m de altura, a estréia do Stephen como ator foi em 1994, na 2ª temporada de Power Rangers, quando ele assumiu o nome artístico de Steve Cardenas. E esse foi o único trabalho dele na televisão.
No seriado, ele interpretou o personagem Rocky. Esse personagem se tornou um ranger meio por acaso, já que o Austin St John, que interpretava o ranger vermelho, saiu do seriado lá pelo meio dessa temporada (pra quem não viu, eu fiz um post aqui em Dezembro contando a história dele). E aí o Rocky passou a ser o novo ranger vermelho, substituindo ele. Aliás, ele também foi o 1º ator de origem mexicana a interpretar um ranger.
Apesar disso, e apesar também do personagem ser bem animado, ele não teve nenhuma grande importância na história. E foram poucos os capítulos em que ele teve em foco.
Em 1995, quando começou a 3ª temporada do seriado, o Steve continuou lá, interpretando o mesmo personagem, mas igualmente sem se destacar na história.
Nesse mesmo ano, ele estreou no cinema com o filme Mighty Morphin Power Rangers: The Movie. E logo depois ele teve também outro trabalho na telona com o curta-metragem Hooking Up, um filme com temática gay.
No ano seguinte, começou a 4ª temporada de Power Rangers, quando alguns rangers mudaram de cor rs. Então, o personagem dele deixou de ser o ranger vermelho e passou a ser o azul.
Em 1997, o Steve teve o 3º e último filme dele (Turbo: A Power Rangers Movie), interpretando de novo o Rocky. E também foi em algumas cenas desse filme que ele fez o único trabalho como dublê.
Depois disso, começou a 5ª temporada do seriado, da qual ele só participou dos 3 primeiros capítulos, saindo de vez do seriado logo depois.
Não se sabe exatamente o motivo da saída do Steve do seriado. Tem gente que diz que ele pediu demissão porque ganhava menos do que os colegas. Mas outros dizem que ele simplesmente se desinteressou pela carreira de ator e decidiu ficar por ali mesmo.
O fato dele nunca mais ter voltado a trabalhar como ator depois disso parece confirmar essa 2ª possibilidade. Inclusive, na 10ª temporada de Power Rangers, gravada em 2002, teve um capítulo em que todos os antigos rangers vermelhos deviam se reunir. E ele foi o único ator que já tinha interpretado um ranger vermelho até essa época que se recusou a participar desse capítulo. Ele tava (e ainda tá) decidido a não voltar a ser ator mesmo, tendo encerrado a carreira com 1 único trabalho na televisão e 3 no cinema.
Como o Steve é faixa preta em 3º grau em karatê, hoje ele é professor de Artes Marciais. Ele dá aulas no Texas, onde voltou a morar, mas também tem um dojo na Califórnia.
Ele também já enfrentou altos e baixos nessa carreira. Mas dá pra ver que é por aí que ele quer seguir.
Sobre a vida pessoal do Steve, muito pouco se sabe. Mas ele nunca se casou e, até onde se sabe, nunca teve filhos.

Hoy hablaremos un poquito del ex-actor, ex-stuntman y hoy profesor de Artes Marciales estadounidense Steve Cardenas.
El nació en Virginia, en 29 de Mayo de 1974, con el nombre de Stephen Antonio Cárdenas, en una familia mexicana.
Durante su niñez, él vivió también en Texas e Idaho.
Desde sus 12 años, Stephen estudia Artes Marciales. Y estuvo en un grupo llamado Guerreros, que ayudaba adolescentes con problemas por los Estados Unidos, enseñandoles Artes Marciales.
Stephen tiene 1, 73m de altura. Y su primer trabajo como actor fue en la segunda temporada de
Power Rangers, en 1994, cuando él tuvo el apodo artístico de Steve Cardenas.
Su personaje fue el nuevo ranger rojo, que substituía el personaje de Austin St John (yo hablé de la historia de Austin aquí en el blog, en Diciembre).
Steve fue el primer actor de antepasados mexicanos a actuar como un ranger.

Dal suo inizio, nel 1994, il personaggio di Steve non ha avuto molta importanza in
Power Rangers. Ed i episodi speciali suoi non sono stati veramente molti.
La stessa cosa è successa nel 1995, quando c’è stato il terzo abbonamento di
Power Rangers. Ma in questo stesso anno, Steve è stato nel film Mighty Morphin Power Rangers: The Movie, collo stesso personaggio. E dopo questo, lui ha lavorato nel cortometraggio gay Hooking Up.
Quando c’è stato il quarto abbonamento di Power Rangers, nel 1996, il personaggio di Steve è diventato il ranger blu. Ma anche così, non ha avuto molto da fare nella storia.
Nel 1997, lui è stato nel film
Turbo: A Power Rangers Movie, in cui ha lavorato anche come stuntman.
Dopo questo, steve è stato nei 3 primi episodi del quinto abbonamento di
Power Rangers. Ed allora ha lasciato lo show.

Nobody knows exactly why Steve left
Power Rangers. But some people say it was because his salary was under the other actors’. Others say he was just sick of acting.
This 2nd possibility is stronger, because he’s never been an actor again since then. You see when there was a special episode at the 10th
Power Ranger season which all the ex-red-ranger actors should star, Steve was the only one who didn’t accept being there. He thought (and still thinks) his acting career is really finished, after only 4 times as an actor on TV and Cinema.
Steve holds a 3rd degree black belt in karate. And he teaches Martial Arts in Texas (but he has a dojo also in Caliornia).
He’s had good and bad times also in this career. But it seems this is his main career.
About Steve’s private life, very little is known. But he’s never been married and (presumably) doesn’t have children.
Até a próxima!

5/13/2007

TWILIGHT OF THE ROMAN CATHOLICISM

Olá!!!

Bom, em 1º lugar, quero dizer que eu já tava com esse post mais ou menos pronto. Mas antes de mandar o post, eu tava esperando a Dona Benta terminar a visita dela ao Brasil pra ver quais eram as idiotices que iam ser declaradas dessa vez.
Em 1º lugar, quem conhece um mínimo do passado dele já deve ter ficado na dúvida em qual bandeira ele ia empunhar quando chegasse aqui. Essa?

Ou essa?

Quanto às idéias que ele defende, pra quem não viu, parece que o conservadorismo tá aumentando cada vez mais.
É engraçado que ele pregou a “castidade dentro e fora do casamento”, ou seja, mesmo os casais que se casaram pela igreja dele têm que resistir ao máximo antes de trepar! Se um homem e uma mulher, CASADOS DENTRO DESSA IGREJA, não resistirem um ao outro antes de ter relações, os 2 já tão com um pé no Inferno!
E ainda queria que o Lula restabelecesse os privilégios do Catolicismo Romano no Brasil! Mas já cortaram logo a dele: o Brasil continua sendo Estado Laico (pelo menos dessa vez o Lula deu uma dentro, né?).
Mais uma: ele declarou que as pessoas têm que se orientar pela fé, e não pelas ideologias. Ou seja, você não tem que pensar; você tem apenas que ter fé no que o Vaticano dita como certo.
E é essa criatura que os católicos romanos consideram igual a Jesus. Curioso, já que, de acordo com a própria fé cristã, ninguém pode ser igual a Jesus, porque ele é perfeito e só ele pode salvar alguém. Não é isso que o Cristianismo prega?
Aliás, é curioso que os sacerdotes dessa igreja se tenham em tão alta conta, né? Eles se autodeclaram “ministros de Deus”, “imagens de Jesus na Terra” e tal. E os mortais comuns devem se consultar com eles quando têm alguma dúvida sobre o que fazer. Mas, diante do mínimo deslize que esses mesmos sacerdotes cometem, esse discurso simplesmente SOME!!! Aí eles deixam de ser “ministros de Deus” e “imagens de Jesus na Terra” e passam a autodeclarar seres humanos, sujeitos a cometer erros e pecados, iguais a qualquer outra pessoa. Ou seja, de acordo com as conveniências, eles se dizem SUPERIORES ao resto da Humanidade ou IGUAIS ao resto da Humanidade.
Mas enfim: além de dizerem que o papa é igual a Jesus, os católicos dão a ele os títulos de Arcebispo da Província de Roma, Bispo de Roma, Metropolita da Província de Roma, Patriarca do Ocidente, Primaz da Itália, Príncipe dos Apóstolos, Santo Padre, Soberano do Estado do Vaticano, Sucessor de São Pedro, Sumo Pontífice da Igreja Católica e Vigário de Jesus Cristo.Mas o mais curioso é darem a ele o título de Servo dos Servos de Deus. Isso é pra passar uma imagem de humildade, né? Porque a Igreja Católica prega a humildade... Mas só PREGA. Dêem uma olhada no quartel general da Igreja Católica:


Respondam com sinceridade: isso parece um lugar humilde?
Mas isso também nem chega a surpreender. Afinal, a gente sabe que dizer uma coisa e fazer outra sempre foi a política católica. É só dar uma olhada na História do Catolicismo Romano. E nem é preciso ir muito longe. Se a gente der uma olhada na parte da Inquisição e das Cruzadas, a gente já vê que, pruma religião que prega (mas só PREGA, né?) o amor e o perdão e não tem deuses guerreiros, o que foi feito pelos sacerdotes católicos não foi nada além disso: diziam uma coisa e faziam outra. E hoje não é diferente daquela época, não. É só ver que esse mesmo papa que fala em respeito às outras religiões também diz que seguir outras religiões é uma involução, pois essas religiões são manifestações “pseudo-religiosas”, pra usar a expressão que ele usou HOJE.
É claro que existem milhões de igrejas protestantes conservadoras. Alguns protestantes são até tão conservadores quanto os “católicos praticantes”. Ninguém aqui tá dizendo o contrário. Mas uma grande parte delas já perceberam que o segredo é ver quais são as condições em que os fiéis vivem e tentar adaptar isso ao que a Bíblia ensina. E a Igreja Católica Romana, ao contrário, não tá preocupada nem um pouco com as condições em que os fiéis vivem. Ela quer tão somente impor o que o Vaticano determina como certo e proibir o que o Vaticano determina como errado. O resto que se dane!
Em relação à camisinha, por exemplo, até a Igreja Universal já aceitou e já tá distribuindo gratuitamente pros fiéis! Mas a Igreja Católica continua condenando ao Inferno todos que ousem usar camisinha.
É por essas e por outras que as outras igrejas tão ficando cada vez mais cheias e a Católica Romana, cada vez mais vazia. E isso é até entre os sacerdotes: diferentes estatísticas mostram que o número de pastores protestantes já é 3 ou 4 vezes maior que o número de padres católicos no Brasil. E a tendência é essa diferença aumentar cada vez mais a favor dos protestantes.
Já sei que vai ter gente que vai dizer:

“Ah! Mas tem novos grupos de jovens católicos aparecendo todo dia. E também tem padres jovens se ordenando todo dia. Nesses últimos dias mesmo eu vi um monte. Então, essa igreja não tá perdendo a força”.

Bom, quando um iceberg derrete, ele mostra, de vez em quando, uma ou outra ponta nova, que sobe até mais alto do que o iceberg era antes. Mas isso não impede que tudo termine de derreter mais tarde. E com uma religião (ou grupo religioso) que tá em decadência, vai acontecer a mesma coisa: de vez em quando, um movimento novo vai dar a falsa impressão de que não há decadência ali, mas isso não impede que a queda definitiva aconteça algum tempo depois. Afinal, a gente vê mesmo, quase todo dia, novos grupos de jovens católicos se formando. Mas quantos desses grupos se mantêm por muito tempo? Meia dúzia? Se é que chega a tanto, né?
Eu diria que o crepúsculo do Catolicismo Romano no Brasil já se instalou de forma irreversível. A Igreja Católica Romana nunca mais vai ter a mesma força que já teve antes aqui. Ao contrário: essa força vai diminuir cada vez mais daqui pra frente.
É claro que se você disser isso prum “católico praticante” ele vai responder que não, que a igreja dele tá se renovando, que tá cada vez mais cheia e tal. Mas isso é tão somente o mesmo discurso que você ouve de um membro de um time de futebol que tá em decadência: o time pode não ganhar nenhum título há mais de 50 anos, pode ter cada vez menos gente fazendo parte dele que o cara continua achando que é o melhor e maior time do Mundo e que tá melhorando cada vez mais. É ou não é? Então, com um “católico praticante” vai ser o mesmo em relação à igreja dele.
Bom, pra que nenhum católico neurótico de desespere, eu vou lembrar que as religiões (todas) não acabam. Elas só sofrem o crepúsculo. Ou seja, elas deixam de ser praticadas pela maioria da sociedade e passam a ser praticadas só por pequenos grupos. E não vai ser diferente com o fraco, falho e contraditório Catolicismo Romano.

Yo esperaba solo el fin de la visita del papa a Brasil para hacer ese post, habiendo ya escuchado todas las tonterías que serían dichas.
Para quién conoce un poco que sea de su vida es ya una duda cual de las banderas arriba él utilizaría. Y debe de ser por eso que su conservadorismo crece cada vez más...
Uds pueden ver que él quiere la castidad hasta mismo dentro del casamiento. O sea, hasta mismo un hombre y una mujer casados en su iglesia tienen que resistir al máximo antes de tener relaciones sexuales. De otro modo, ya están cási condenados al Inferno.
El papa quería también que el Catolicismo Romano volviera a tener privilegios en Brasil. Pero Luiz Inácio Lula da Silva (Presidente de Brasil) confirmó que Brasil continua a ser un Estado laico.
El papa dijo también que las personas tienen que pensar utilizando la fe, y no las ideologías. O sea, no tienen que pensar, pero sí dejar el Vaticano pensar por ellas.
Es esa la criatura que los católicos dicen ser igual a Jesucristo. Y eso es estraño, porqué el propio Cristianismo dice que nadie puede ser igual a Jesucristo. ¿No es eso?
Dicho sea de paso, es estraño que los sacerdotes católicos se digan tan grandiosos delante de las otras personas en algunos momentos y después, cuando cometen cualquier erro, se dicen solo seres humanos, pecadores como todos los otros. O sea, de acuerdo con sus conveniencias e intereses, ellos se dicen superiores o iguales a los otros seres humanos.

Si dice che la Chiesa Cattolica raccomanda l’umiltà. Ma solo la RACCOMANDA, vero? Basta vedere il Vaticano. Voi lo vedete come una cosa umile?
Ma questo è solo quello che si spera della Chiesa Cattolica. Essa ha sempre detto una cosa e fatto un’altra. Possiamo vederlo se pensiamo nel suo passato (con l’Inquisizione e le Crociate) e nel suo presente (con un papa che raccomanda il rispetto alle altre religioni e, allo stesso tempo, dice che essere di altra religione è un’involuzione).
Ci sono chiaramente migliaia di chiese protestanti che sono molto conservatrici. Ma un’altra grande parte di queste chiese ha già visto che il più funzionale è vedere come i suoi membri vivono e fare il possibile per adattarlo a quello che la Bibbia dice.
Alla Chiesa Cattolica il più importante non è come vivono i suoi membri, ma sì dirgli come devono o non devono vivere. E solo questo.
Parlando dell’uso del profilattico, anche la Chiesa Universale del Regno di Dio è già d’accordo con questo e distribuisce il profilattico fra i suoi membri gratuitamente. Ma la Chiesa Cattolica continua a condannare all’Inferno qualche persona che usa un profilattico.
È per questo e per altro che le chiese protestanti brasiliane sono ogni giorno più affollate e la Chiesa Cattolica è ogni giorno più sfollata in Brasile. E questo parlando anche dei sacerdoti: la quantità di pastori protestanti in Brasile è 3 o 4 volte più grande della quantità di pretti cattolici. E si può vedere che ci saranno anche più sacerdoti protestanti nel futuro.


Some people say:

“In Brazil, there are new teenage catholic groups being born every day. And there are young catholic priests appearing every day. So, the Catholic Church isn’t having its twilight in Brazil”.

Well, when an iceberg starts thawing, sometimes it shows some tips which get higher than the iceberg itself. But it doesn’t mean the iceberg won’t disappear soon. And the same thing happen to a decadent religion or to a decadent religious group.
Of course we see many new teenage catholic groups and many young catholic priests every day. But they’re only the tips of the catholic iceberg.
The twilight of the Roman Catholicism in Brazil is already here. This church will never have the same power which had once in Brazil. It’s the opposite: it’ll have less and less power in the future.
Be sure, if you say that to a catholic person, he’ll say the Catholic Church is stronger than never in Brazil, he’ll say there are more catholic people than never in Brazil... But it’s the same thing than a person says about his soccer team, isn’t it? His team can be the worst you can imagine. But he says his team is getting better every day, he says his team is the best in the World... Well, I think you guys understood.
Now let me say something to all the fanatic catholics: be calm, because religions don’t finish; they only have their twilight. It means only very few people continue being members of that religion. And the same’s happening to the Roman Catholicism in Brazil.


Até mais!

5/11/2007

VAMOS VISITAR MAIS OS BLOGS UNS DOS OUTROS

Olá!!!

Eu fiz mais algumas atualizações na minha lista de blogs linkados aqui. Aliás, são listaS, já que os links dos blogs tão divididos em listas diferentes por línguas, né?
Bom, hoje vamos dar uma olhada num ator pornô estadunidense, o Alex Wilcox.

Ele nasceu na Califórnia, em Novembro de 1973 (ele não revela o dia).
O Alex não faz filmes héteros, propriamente. Mas ele já fez alguns filmes bis, em que ele transava com homens e com mulheres. Ele já fez centenas de cenas tanto como ativo quanto como passivo. Mas na maior parte das vezes, como ativo, exercitando esse cacete de 19cm.
Ao todo, o Alex já participou de mais de 120 filmes pornô.
Pra manter a forma, ele costuma praticar natação.
Sobre a vida pessoal do Alex não se sabe muito, porque ele nunca fala sobre isso em público. Então, já que não tem muito o que falar, vamos ver ele mais de perto.
Divirtam-se!rs


Guys, I’d like to invite you to visit also my friends’ blogs which are linked here. As you guys can see, I have lists of blogs in Portuguese, in German, in English, in Spanish, and in more than 1 language. And I can say all of them are wonderful blogs.
Well, now let’s talk about the porn actor Alex Wilcox.
This Californian hunk was born in November, in 1973. But nobody knows much about his private life.
Alex hasn’t been in hetero porn movies. But he can be seen in some bisexual porn movies and especially in gay porn movies. And he worked most of the times as a top (using his 19-cm-long cock). But sometimes also as a bottom.
Alex’s been in more than 120 porn movies to now.
He swims for having his hot body in a good shape.


Amigos, me gustaría invitar uds a visitar los óptimos blogs de mis amigos que están linkados aquí. Y como pueden ver, hay aquí listas de blogs en Portugués, en Alemán, en Inglés, en Español y en más de 1 lengua. Y puedo decir que son todos muy buenos.
Ahora, hablemos del actor porno Alex Wilcox.
El nació en California, en Novembre de 1973. Pero no se sabe mucho de su vida personal.
Alex no trabajó en películas pornográficas heterosexuales. Pero él puede ser visto en algunas películas pornográficas bisexuales y, en la mayor parte de la veces, en películas gays.
El trabaja cási siempre como activo, con su verga de 19 centímetros. Pero hay también algunas películas en que puede ser visto como pasivo.
Alex estuvo ya en más de 120 peliculas porno.Para mantener su cuerpo, él practica natación.


Amici, voglio invitarvi a visitare gli ottimi blog dei miei amici che hanno i suoi link qui. E come voi potete vedere ci sono diverse liste di blog in Portoghese, in Tedesco, in Inglese, in Spagnolo ed in più di una lingua. E posso dire che tutti quanti sono molto buoni.
Adesso, andiamo a parlare dell’attor porno Alex Wilcox.
Lui è nato in California, nel Novembre del 1973. Ma non si sa di più della sua vita personale.
Alex non ha lavorato in nessun film porno etero. Ma si può vederlo in alcuni film porno bi e, alla parte più grande delle volte, in molti film porno gay.
Ci sono film in cui lui lavora come passivo. Ma di solito, lui è l’attivo, col suo cazzo di 19 cm.
Alex ha lavorato fino adesso in più di 120 film porno.
Per tenere un buon corpo, lui di solito nuota.


Bom, acho que agora devo voltar no Domingo. Então, bom fim de semana e até lá!

5/10/2007

O CHAFARIZ TCHECO

Olá!!!

Gente, de ontem pra hoje teve uma virada de clima aqui no Rio que vocês nem imaginam! Tá chovendo desde ontem de noite sem parar. E aliás, parece que não vai parar por enquanto, não.
Bom, hoje vamos dar uma olhada no ator e diretor pornô tcheco Pavel Novotný.

Ele nasceu na antiga Tchecoslováquia (e atual República Tcheca), em 05 de Fevereiro de 1977.
O 1º filme pornô do Pavel foi 101 Men, Part 4, em 1998. Mas, pelo que eu pude entender, nesse filme ele fez só uma figuração, sem participar das cenas de sexo. Só no ano seguinte é que o Pavel começou a fazer filmes em que aparecia nas cenas principais mesmo.Com 1, 88 m de altura, ele chegou a fazer filmes com homens e com mulheres. Mas a maioria dos filmes dele são gays. E ele também faz tanto ativo quanto passivo numa boa, mas diz que prefere fazer ativo. E dêem uma olhada no instrumento de trabalho dele:


Agora, mostrando o cabeção KKKKKKKKKK:

Uma das características mais marcantes do Pavel é a ejaculação abundante. Nunca vi nenhum filme dele. Mas dizem que sai um chafariz de porra quando ele goza!rs
Além dos filmes que são pornográficos mesmo, ele também fez aqueles filmes que a gente não sabe definir direito o que são. Aqueles que têm só masturbação, sem contato sexual entre os atores, sabem?
Além de Pavel Novotný, em todos esses filmes, ele já usou alguns outros nomes: Brad, Jakub Moltin, Jan Dvorak, Jaroslav e Max Orloff.
Em 2001, ele recebeu o Adult Erotic Gay Video Awards (um dos grandes prêmios do Cinema Pornô) pelo filme The Jan Dvorak Story.
Em 2002, o Pavel estreou como diretor pornô, fazendo o filme Bi, The Blue Life, que tem cenas de bissexualidade.
E aliás, na vida pessoal, ele se considera bissexual.
Como eu disse aqui num post que eu fiz em Março, o Pavel já fez vários filmes em que ele transou com o ator pornô Ales Hanák, que além de ter a mesma idade dele, também é compatriota dele. E já tiveram várias fofocas sobre os 2, dizendo que eles são namorados. Mas eles afirmam que são só amigos.

En los últimos 2 días, el clima aquí en Rio se cambió en muy lluvioso. Y pienso que la lluvia no acabará luego...
Bueno, hoy hablaremos un poquito del actor y director de películas pornográficas checo Pavel Novotný.
El nació en 05 de Febrero de 1977, en la ex-Checoslovaquia.
Su primera película porno fue
101 Men, Part 4, en 1998. Pero yo pude entender que él no trabajó en las escenas principales de esa película (como sería en algunas otras películas suyas). Mas hay ya películas de 1999 que muestran Pavel en acción.

Pavel è un uomo alto (1, 88m) ed ha lavorato in alcuni film porno con uomini e con donne. Ma la parte più grande è stata con uomini.
Lui ha già lavorato come attivo e come passivo, ma dice che preferisce essere attivo. E voi potete vedere sopra che il suo cazzo (nascondendo e mostrando la cappella) è veramente interessante. E si dice che la sua eiaculazione è molto abbondante!
Pavel ha lavorato anche in quei film che hanno masturbazione, ma non hanno nessuna relazione sessuale fra gli attori.

Pavel Novotný was credited in many of his porn movies also as Brad, Jakub Moltin, Jan Dvorak, Jaroslav, and Max Orloff.
In 2001, he won the Adult Erotic Gay Video Awards for
The Jan Dvorak Story. And the next year he directed a porn movie for the 1st time. It was Bi, The Blue Life.
Pavel’s bisexual in his private life. And there are some gossips about a romantic relationship between him and porn actor Ales Hanák (we had a post about him here last March).
Both were born in Czech Republic in 1977. And they had sex to each other in many porn movies. But they say in their private lives they’re only good friends.


Bom, até a próxima!

5/07/2007

QUE PICCHI GRANDE!!!

Olá!!!

Olhem, eu já passei nos blogs de alguns amigos do Frank pra falar sobre as ‘novidades’ lá no Gringo-lindo. Mas mais do que eu vi por lá, eu realmente não sei.
Bom, vamos ao tema de hoje, né?
Pra quem não viu, em Dezembro do ano passado eu fiz um post aqui sobre o ator, músico e escritor Thiago Picchi, que tava interpretando um personagem gay na novela Páginas da Vida. E que, além disso, é um gatinho, né? E hoje a gente vai ver que a beleza dele é uma questão de DNA. Vamos dar uma olhada no pai dele: o ator Marcello Picchi.

José Dionísio Marcelo Salles Picchi nasceu em São Carlos, cidade do interior de São Paulo, em 08 de Agosto de 1948. E ele era o mais velho de 3 irmãos, numa família de antepassados italianos.
Nos anos 50, São Carlos ainda era uma cidade muito... caipira, pra dizer a verdade. Assim, a infância e adolescência do José foram bem ligadas ao campo e à agricultura.
Com 18 anos, ele entrou pro Exército Brasileiro. Mas nessa época, o José pensava em ser músico. E isso fez ele se interessar em tocar numa banda com outros soldados.
Depois de algumas apresentações, o José foi se apresentar no Teatro Municipal, onde ele teve a oportunidade de assistir a peça que tava em cartaz, estrelada pelo Tarcísio Meira. Até essa época, o José nunca tinha tido nenhum contato com teatro e nem mesmo assistido nenhuma apresentação teatral. Mas logo de cara ele já se interessou muito.
No dia seguinte, o José procurou pelo grupo de teatro amador da cidade, que aceitou ele logo de cara. E assim que deixou o Exército, ele rodou o Brasil todo por 3 anos com esse grupo, se apresentando nas mais diferentes cidades. E ao longo dessas viagens e apresentações, o José também conheceu mais da metade dos atores famosos da época.
A estréia como ator profissional foi só quando ele tinha 21 anos, em São Paulo, adotando o nome artístico simplificado de Marcelo Picchi (depois ele mudaria a grafia pra Marcello Picci e, mais tarde, pra Marcello Picchi). A peça era Pena Ela Ser O Que É, do John Ford. E tinha uma cena de nudez total do personagem dele. Foi a 1ª vez que o Marcello ficou pelado em público. E olhem só: logo depois, veio a peça Alzira Power, do Antônio Abujamra, que tinha outro personagem (o do Marcello, é claro) que tinha uma cena de nudez total. Mas dessa vez ele fazia um monólogo pelado. Só ele em cena! E foi a 1ª vez na História do Teatro Brasileiro que um homem ficava nu em cena sozinho. E a reação da platéia era a mais variada possível: ia da simpatia total de algumas pessoas pela cena até antipatia total de outras.
A censura principalmente é que não gostou muito da idéia. E em algumas cidades onde essa peça se apresentou, o Marcello foi obrigado a usar cueca pra fazer a cena.
A estréia dele no cinema foi com o filme Noites de Iemanjá, de 1971.
No ano seguinte, veio a estréia na televisão, com a novela Camomila e Bem-Me-Quer, na extinta TV Tupi.
Em 1975, o Marcello foi pra Globo, pra participar da novela Bravo.
Ele assume tranquilamente que só foi fazer televisão pelo dinheiro, já que o retorno financeiro da televisão era bem maior que o do teatro. E ele precisava pagar as contas no fim do mês, né? Mas, se dependesse dele, ficava só com o teatro (na verdade, até hoje, ele é muito mais um ator de teatro do que de televisão e cinema).
De qualquer forma, depois disso, o Marcello participou de várias novelas globais dos anos 70 e 80.
Ele fez também vários comerciais e propagandas com essa mesma intenção.
Como era uma dos maiores galãs e símbolos sexuais brasileiros das décadas de 70 e 80, o Marcello tinha que viver em 1º lugar da imagem, tendo que aparecer em público sempre muito bonito. E pra isso, ele procurava manter a forma o máximo possível, praticando balé e capoeira. Mas isso também provocava uma tensão psicológica extrema, que levava ele a fumar sem parar... Ele não chegou a ter nenhum problema sério com drogas ilícitas. Mas com cigarro, o negócio chegou a ser brabo algumas vezes!
Em 1986, o Marcello estreou na extinta TV Manchete, com a novela Dona Beija. E em 1989, ele teve na Bandeirantes, na novela Colônia Cecília.
Além dos incontáveis trabalhos no teatro, ele teve até hoje 39 trabalhos como ator no cinema e televisão.
Ao longo da carreira, o Marcello chegou a interpretar vários personagens gays tanto no teatro quanto na televisão. Mas o mais conhecido talvez seja o Zé Maria, da novela Mico Preto (1990), que era namorado do personagem do Miguel Falabella.Em Junho do ano 2000, quando tava pra fazer 52 anos, o Marcello posou nu pra G Magazine... Aliás, tenho que dizer que foi a realização de uma fantasia sexual minha: eu sempre quis ver ele pelado!rs


Bom, na vida pessoal, o Marcello foi casado por 12 anos com a Elizabeth Savalla, com quem teve 4 filhos: o Thiago, em 1976; o Diogo (o futuro ator e apresentador Diogo Picchi), em 1977; e os gêmeos Cyro e Tadeu, em 1980 (que não seguiram a carreira dos pais).
Quando se divorciou da Elizabeth, o Marcello ficou morando sozinho, já que os 4 filhos ficaram, na época, com a mãe. E foi aí que ele se dedicou mais do que nunca ao teatro. Inclusive, quando o Thiago foi morar com ele, com 15 anos, uma das coisas que chamaram a atenção dele foi a quantidade de livros sobre teatro que o pai tinha em casa. E esse foi um dos pontos que mais influenciaram o Thiago a seguir a carreira de ator.
Depois do divórcio, o Marcello nunca mais voltou a se casar e nem mesmo a ter namoros muito duradouros. E de vez em quando se ouvia uma fofoquinha ou outra sobre ele ser bissexual. Mas, como eu disse, isso parecem mais fofoquinhas, né?
Pra manter a forma, ele diz que só malha até o ponto que acha que deve e evita comer sal e frituras. E a gente pode ver, pelas fotos acima, que funciona, né?rs
No final de 1998, o Marcello entrou em contato com o Budismo, religião à qual acabou se convertendo.

Well, if you haven’t seen, last December we had here a post about the Brazilian actor, musician, and writer Thiago Picchi. And today we’ll talk about his father, Marcello Picchi.
José Dionísio Marcelo Salles Picchi (his birth name) was born in São Carlos, a small town in São Paulo, on August 8th, in 1948.
He’s the oldest of 3 siblings in an Italian family.
His childhood and teenage were the same of any boy who lived in a Brazilian small town in the 50s.
At 18, José joined the Brazilian Army. And he created a music group with other soldiers. Once, they went to present in the Municipal Theater, where he watched a theater play for the 1st time. And he loved it.
The next day, José looked for a theater group in his town and joined it.
After leaving the Army, he’d travel around all Brazil with that group for the next 3 years. And then he met almost all the most famous Brazilian actors of that time.

La primera vez cuando José trabajó como actor profesional fue en São Paulo, cuando él tenía 21 años. Y entonces, tuvo el apodo artístico de Marcello Picchi.
La pieza era
Tis Pity She’s a Whore, de John Ford. Y Marcello tenía una escena de denudez total. Fue su primera vez desnudo en público. Y poco después, él estaba en la pieza Alzira Power, de Antônio Abujamra, en que estaba desnudo otra vez. Pero en esa vez, él tenía un monólogo y se quedaba desnudo y solo en el tablado (fue la primera vez en el Teatro Brasileño que un hombre lo hizo).
Mas en esa época había la censura. Y Marcello fue forzado a llevar calzoncillos en algunas ciudades donde la pieza estuvo.
La primera película de su carrera fue
Noites de Iemanjá (1971) y su primera telenovela fue Camomila e Bem-Me-Quer (1972).
Marcello dice que fue a trabajar en la TV solo porqué se pagaba mejor allá. Se pudiera optar, él se quedaria solo en el teatro (y hasta hoy él prefiere trabajar como actor teatral que como actor de TV).
Marcello estuvo también en muchos anuncios publicitarios con la misma intención.

Marcello è stato uno dei principali simboli sessuali di Brasile negli anni 70 e 80. E per questo c’era bisogno d’essere sempre molto, molto bello. Così, lui faceva sempre balletto e capoeira (nonostante fumava di più).
Dopo aver lavorato in molti teleromanzi della Stazione TV Globo, Marcello ha lavorato come attore anche alla Stazione TV Manchete (che oggi non c’è più) ed alla Stazione TV Bandeirantes.
Lui ha avuto fino adesso 39 lavori come attore alla TV ed al Cinema (senza contare i suoi molti e molti lavori come attore teatrale).
Fra i molti personaggi gay che Marcello ha avuto, forse il più conosciuto è Zé Maria, del teleromanzo
Mico Preto (1990).
Nel Giugno del 2000, quasi ai suoi 52 anni, lui era nudo in
G Magazine, come voi potete vedere sopra.
Del matrimonio di Marcello coll’attrice Elizabeth Savalla sono nati 4 figli (fra loro, gli attori Thiago Picchi e Diogo Picchi). E dopo il divorzio, i 4 hanno vissuto colla madre fino ai 15 anni di Thiago, quando lui è andato a vivere con Marcello. Allora, una delle cose che hanno più stimolato Thiago ad essere un attore sono stati i libri di teatro che lui ha scoperto a casa del padre.
Marcello non è mai stato sposato di nuovo. E c’è chi racconta dei pettegolezzi dicendo che lui è bisessuale.
Nel 1998, lui è diventato un buddista.


Até a próxima!

5/06/2007

SAMBA NÃO É COISA DE GAY?!

Olá!!!

Bom início de semana pra todo mundo.
Hoje vamos levar um papo sobre um assunto curioso. Eu vou começar esse post com uma pergunta: qual é a diferença entre o pagode e o samba?
Fui meio malvadinho em fazer essa pergunta, né?rs Principalmente porque os próprios pagodeiros e sambistas entram numa certa discordância na hora de responder a isso. Alguns dizem que é exatamente a mesma coisa; outros dizem que pagode é um tipo específico de samba.
Mas tenho certeza de que uma grande parte de vocês ficaram meio na dúvida diante dessa pergunta. E por quê? Simplesmente porque esse é um assunto que não interessa muito a nós, homossexuais e bissexuais. É ou não é? A gente conta nos dedos os gays e bis que a gente conhece que se interessam muito, muito, muito por esses gêneros musicais.
E uma coisa curiosa que eu percebi já faz um tempo é que se criou um mito meio homofóbico (e não verdadeiro) em relação ao samba: se criou a idéia de que todo pagodeiro ou sambista é hétero e, consequentemente, pagode e samba não são coisa de gay.
Essa idéia parece vir da observação dos fatos. Afinal, nas rodas informais de pagode, que geralmente são no quintal da casa de alguém, depois do almoço, o que a gente costuma ver é uma meia dúzia de homens meio fora de forma, casados com mulheres (portanto, teoricamente, héteros), cantando sambas clássicos, tocando instrumentos musicais populares e se enchendo de cerveja... Bom, isso não se parece nem um pouco com o comportamento dos gays, né? Ou, pelo menos, da grande maioria dos gays. Principalmente porque a maior parte de nós, como eu já disse, não curte muito o repertório de pagode e samba. Geralmente, a gente gosta de músicas, dependendo do ponto de vista, um pouco mais sofisticadas.
Em Janeiro de 1999, quando o Vampeta posou pra G Magazine, uma das coisas que chamaram mais atenção na entrevista que ele deu é que ele afirmou que nunca tinha levado uma cantada gay. E um dos motivos que ele deu pra isso foi o fato dele costumar tá presente em rodas de pagode, onde, de acordo com ele, a presença gay não é muito constante... Vocês concordam? Bom, eu concordo. Porque eu, por exemplo, dificilmente iria pruma rode de pagode. NÃO TENHO NADA CONTRA QUEM VAI NEM CONTRA QUEM GOSTA, que fique claro. Mas não é o meu tipo preferido de música.
Bom, além desses pontos que eu lembrei aqui, tenho que reconhecer que não tem nenhum pagodeiro nem sambista famoso, pelo menos que eu conheça, que tenha assumido publicamente que é gay ou que é bi. E olhem que já teve até sambista que posou pelado, como o ex-pagodeiro e atual cantor gospel Waguinho.

E mais essa pra não dizerem que eu esqueci dos ativos de plantão rs:

Bom, é claro que eu não quero dizer aqui que o fato do cara posar nu faz dele um gay. Não é isso. De jeito nenhum. Mas, inegavelmente, o fato dele posar nu aproxima ele do público gay, que é o público alvo das revistas de homem pelado, né?
Mas o fato de nenhum sambista nem pagodeiro famoso ter assumido não quer dizer que nenhum deles seja, né? É evidente. E eu disse que o mito de que samba e pagode não são coisa de gay não é verdadeiro em grande parte por isso. Mas principalmente porque o samba é o ingrediente principal do Carnaval. E uma grande parte dos carnavalescos são assumidamente e publicamente gays, como, por exemplo, o Milton Cunha (aliás, tô pra fazer um post sobre ele).
Então, definitivamente, NÃO DÁ pra dizer que samba não é coisa de gay. Podemos até dizer que samba não atrai a maioria dos gays, e euzinho me incluo aí. Mas acho que fica só nisso.
Mais um mito derrubado.

Have a wonderful week, guys!
Let’s talk a little about 2 kinds of Brazilian Music: pagode and samba. Some pagodeiros and sambistas (their musicians) say pagode and samba are the same. But some other say pagode’s a kind of samba.
But if you ask the difference between them to a Brazilian homosexual or bisexual, he’ll probably not know. Because these kinds of music don’t attract attention of most of gays and bis.
Even because of that, most of people usually think that all the pagodeiros and sambistas are heterosexual or that gays and bis know absolutely nothing about samba and pagode. But it’s not exactly like this.

Di solito, quando un gruppo privato di pagode resta insieme è dopo pranzo, nel cortile della casa di qualcuno. E quello che si vede è un piccolo gruppo di uomini (ma nessun hunk), sposati con donne, cantando i samba più conosciuti, suonando strumenti musicali popolari e bevendo molta birra. E questo è veramente diverso del tipo di vita della parte più grande dei gay brasiliani. Anche perché il samba ed il pagode non sono comuni fra loro.
Nel 1999, quando Vampeta ha posato nudo e dato un’intervista a
G Magazine, lui ha detto che non c’è mai stato un gay a cercarlo sessualmente. E questo è perché lui è quasi sempre insieme ai gruppi di pagode, dove non si vede molto i gay. Ed io devo dire che sono d’accordo: omosessuali e bisessuali non sono molto presenti in questi gruppi.
Ma questo non significa che non ci sono gay o bi a cui il pagode od il samba piacciono.

No hay en Brasil ningun sambista o pagodeiro famoso que haya ya dicho en público que es homosexual o bisexual. Y ya hubieron hasta mismo algunos que posaran desnudos en revistas, como Waguinho, que actualmente es un cantante evangélico (uds pueden ver sus fotos arriba).
Yo no estoy diciendo aquí que cualquier hombre que está desnudo en una revista es gay. Es claro que solo eso no lo hace gay. Pero ese es un tipo de trabajo que lo lleva para junto del público gay, que es el público principal de esas revistas.
Mas solo porqué ningun pagodeiro o sambista se dice gay, eso no quiere decir que ningun lo sea, ¿verdad? Y es bueno recordar que hay muchos carnavalescos que se dicen gays en público. Y el samba es lo principal del Carnaval. Así, no es posible decir que homosexuales (o bisexuales, que sean) no se miesclan con samba y pagode. A pesar de que se pueda ver que a la mayor parte de los gays y bis esos tipos de música no gustan mucho.


Até a próxima!