8/26/2007

PIER VITTORIO TONDELLI 1955-1991

Oi!!!

Bom início de semana, gente!
Hoje a gente vai dar uma olhada num escritor gay que foi um dos principais nomes da Literatura Italiana do final do século XX: o Pier Vittorio Tondelli.

Ele nasceu na Emilia-Romagna, em 14 de Setembro de 1955.
Ainda nos anos 60, o Pier começou a escrever os primeiros textos que seriam publicados pela ACI (uma associação católica) e pela ACLI (uma associação cristã de trabalhadores).
Ele se formou em 1974 no curso universitário da DAMS, onde teve aulas com o Gianni Celati e com o Umberto Eco.
Nesse período, apesar de escrever muito, o Pier não deixava ninguém ler os textos dele. Ele era meio complexado em relação à altura dele, tinha problemas de convivência com outras pessoas e procurava passar a maior parte do tempo sozinho.
Ele também sempre demonstrou um certo interesse pelo teatro. Mas os livros sempre chamaram mais a atenção dele.
Por essa época, o Pier passou a se interessar muito pelas culturas orientais.
No tempo livre, ele gostava de ouvir as músicas do Antonello Venditti, do Francesco De Gregori e do Francesco Guccini.
Em 1980, o Pier conseguiu publicar o 1º livro: Altri Libertini. Ele tinha demorado quase 2 anos escrevendo e revendo os textos desse livro. E o resultado foi o melhor possível, já que o livro um sucesso na época.
Mas, 3 semanas depois o livro chegou a ser censurado, sob acusação de ter “blasfêmias” escritas nele.
Na verdade, ao longo da carreira, o Pier quase sempre teria problemas com a censura, por causa dos temas ligados à homossexualidade, sempre presentes nos livros dele.
Muitas obras dele também foram influenciadas e pelo Aldo Tagliaferri e pelo François Wahl.
Na verdade, os textos do Pier são meio complexos, já que ele só evadia a privacidade dele escrevendo. No contato com outras pessoas, como eu já disse, ele sempre revelava pouquíssimo da vida pessoal dele. A própria homossexualidade dele saía mais através dos textos que ele escrevia do que através de declarações.
Graças às obras que deixou, ele é considerado até hoje um dos maiores escritores da Itália nos anos 80.
Pouco depois disso, o Pier se formou em Literatura Epistolar.
Depois disso, ele trabalhou no jornal Il Resto del Carlino. Mas teve que ir cumprir o serviço militar obrigatório na Umbria.
Em meados dos anos 80, ele se mudou pra Milano. Mas nunca ficava muito tempo por lá, já que viajava muito. Principalmente pra Alemanha (Berlim parecia ser a cidade preferida dele).
Apesar da vida pessoal do Pier ter sido (e ainda ser) um gigantesco ponto de interrogação, podemos supor que ele não era muito quietinho em relação a sexo, não. É que ele foi contaminado pelo HIV no final dos anos 80. Mas também pode ser que ele tivesse um namorado fixo, que foi contaminado, né? Enfim, nunca vamos saber isso, assim como nunca vamos saber várias outras coisas sobre ele.
Ele morreu no dia 16 de Dezembro de 1991, 3 meses depois de completar 36 anos. Foi enterrado no Cimitero di Canolo, na Emilia-Romagna.

Hoy hablaremos un poco de un escritor homosexual que fue uno de los principales nombres de la Literatura Italiana del siglo 20: Pier Vittorio Tondelli.
El nació en la Emilia-Romaña, el 14 de Setiembre de 1955.
En los a 60, Pier empezó a escribir sus primeros textos, publicados por la ACI y por la ACLI.
El tuvo su formación en 1974, por la DAMS, habiendo tenido Gianni Celati y Umberto Eco como sus profesores.
Pier escribía muchos textos nuevos en aquella época, pero nadie los podría leer. El tenía problemas de aceptación con su altura, convivir con otras personas le era difícil y él hacía siempre lo posible para quedarse solo.
El teatro también le gustaba mucho. Pero los libros siempre le fueron más importantes.
También en aquella época, Pier comenzó a interesarse por las culturas orientales.

Pier liked so much listening to Antonello Venditti, Francesco De Gregori, and Francesco Guccini in his free time.
In 1980, Pier gave us his 1st book:
Altri Libertini.
He had spent 2 years writing that. And it would actually be a best-seller.
But the book would be censored 3 weeks later, because it was said there are “blasphemes” in it.
Well, along his career, Pier would always have problems with the censors because of the homosexuality which was always in his stories.
Many of his book also had Aldo Tagliaferri and François Wahl’s influence.
By the way, Pier’s stories are sometimes difficult to be understood, because he always used his books to talk about his personal life. He rarely talked about his life to other people. And even his homosexuality was told in his books much more than to his friends.

Pier è visto come uno dei principali scrittori di Italia negli anni 80.
Anche in quell’epoca, lui è stato laureato nella Letteratura Epistolare.
Dopo questo, Pier sarebbe nel giornale
Il Resto del Carlino.
Ma lui ha avuto bisogno di prestare servizio militare nell’Umbria.
Negli anni 80, lui è andato a vivere a Milano. Ma non ci restava di più, perché era sempre in viaggio. Lui andava sempre a Berlino, la sua città favorita.
Non si sapeva molto della vita personale di Pier (ed ancora non se lo sa), ma si pensa che lui aveva una sessualità un po’ movimentata, perché ha avuto l’AIDS alla fine degli anni 80. Ma è anche possibile che lui avesse un ragazzo fisso che avesse il virus HIV, vero? Comunque si, non lo sapremo mai, tanto quanto non sapremo mai molte altre cose della sua vita.
Lui è morto nel 16 Dicembre del 1991, 3 mesi dopo il suo compleanno. Adesso lui resta nel Cimitero di Canolo, nell’Emiglia-Romagna.


Bom, até a próxima!

9 Comments:

Blogger kinho said...

OI LEO !!!

MUITO TRISTE A VIDA DESSE ESCRITOR.
MAIS NA EXLUSÃO DELE , NA DOAÇÃO QUE ELE FEZ A SEU TRABALHO ELE DEIXA UM LEGADO QUE NUNCA SERÁ ESQUECIDO AS SUAS OBRAS QUE ESTÃO IMORTALIZADAS. A SUA VIDA PODE NÃO TER SIDO COMO ELE DESEJAVA , MAIS COMO DIZ O DITADO "CADA CARREGA A SUA CRUZ"
ACHO QUE ELE FEZ BEM MAIS PELA HUMANIDADE DO CERTAS PESSOAS QUE SE ACHAM FIZERRAM ATE HOJE.

P.S. EXCELENTE PESQUISA E TEXTO RICO EM DETALHES HOMI VOCÊ É UM CRAQUE PARABENS .
POR ISSO QUE ADORO PASSAR POR AQUI.
SO ASSIM EU FICO "MENOS PORTA" AHAAHHA. VOU TENTAR VER AS OBAS QUE ELE ESCREVEU OTIMA DICA.

P.S.S. VÊ SE CONSEGUE ALGUMA COISA SOBRE O MICHAEL CUNNIHAN O ESCRITOR E AS " HORAS " SOU FÃ DELE.

8:49 PM  
Anonymous Leo Carioca said...

Bom, ele teve uma vida isolada, né?
Se foi triste ou não, só quem sabia era ele.
Mas com certeza ele deixou muita coisa legal.

4:07 AM  
Blogger Jeremy said...

Não o conhecia, muito bom o texto.
Fiquei curioso em saber a altura dele.

12:25 PM  
Blogger Bofiscândalo said...

ola como vai? qto tempo hein? Sabe que não conhecia esse escritor, para vc ver ne eu adoro lit gay e nem sabia que na Italia tinha um escritor tão importante, valeu pela dica, será que tem obras dele lançadas no Brasil? abção ate mais

4:31 PM  
Blogger Leo Carioca said...

Jeremy→ Sabe que eu não encontrei registro da altura dele?!
Os únicos dados que eu encontrei sobre esse assunto é que era uma altura ´´diferente`` da maioria das pessoas.

Bofiscândalo→ Devem ter versões dos livros dele em Português também. Mas não sei se é fácil de achar, né?
Abração!

3:18 AM  
Blogger Mariposo-L said...

Não conhecia ele e a 1 vez aqui no seu blog

8:30 AM  
Anonymous Leo Carioca said...

Sim, foi a 1ª vez que falei sobre ele aqui.

1:36 AM  
Blogger RIC said...

Vidas complicadas que não deixam por isso de ser bastante produtivas...
Creio que a vaga maior de mortes por infecção do VIH no sul da Europa terá ocorrido entre 1985 e 1995.

3:44 AM  
Anonymous Leo Carioca said...

Os anos 80 eram uma época de muito pouca informação sobre o assunto, né?
Só começaram a falar de AIDS com clareza lá pelo meio dos anos 90.

2:52 AM  

Postar um comentário

<< Home