8/24/2007

DETALHISMO e FUTILIDADE

Oi!!!
Hoje a gente vai falar sobre 2 posicionamentos diferentes que se pode tomar diante do Mundo: o detalhismo e a futilidade. São 2 posicionamentos diferentes, mas que muitas pessoas, pelo que eu posso ver, confundem um com o outro. Então, vamos ver melhor a diferença entre uma coisa e outra.

Como vocês já devem ter percebido, nenhuma pessoa fútil se considera fútil. Ela se considera detalhista, não é isso? Bom, a futilidade não é nada mais nada menos do que um detalhismo exagerado.
E quem é detalhista é diferente de quem é fútil. A pessoa detalhista apenas estabelece limites detalhados; a pessoa fútil supervaloriza detalhes. Ela trata todas as coisas mais inúteis como se tivessem 10 vezes mais importância do que têm realmente.
Um bom exemplo é aquela pessoa que chega pra você e diz:

“Eu tô muito gordo: preciso perder entre 20 e 30 kg.”

Essa pessoa foi detalhista. Afinal, ela estabeleceu limites do quanto ela quer perder, tanto do máximo quanto do mínimo.
Já uma pessoa fútil vai chegar pra você e dizer:

“Eu estou imensa: preciso perder 2 kg!”

Um outro exemplo muito interessante é a hora em que a pessoa se veste pra sair. Uma pessoa detalhista abre o armário dela, olha só pras roupas que a ocasião pede, pega quaisquer dessas roupas, veste e sai. Explicando melhor, se a ocasião pede uma calça jeans, qualquer roupa serve pra ela, desde que seja uma calça jeans; se a ocasião pede uma roupa preta, qualquer roupa serve pra ela, desde que seja preta; se a ocasião (ou o clima) pede um casaco, qualquer roupa serve pra ela, desde que seja um casaco; e por aí vai.
Já a pessoa fútil, em 1º lugar, vai abrir o armário e, mesmo que tenha 10 mil roupas dela lá dentro, vai dizer:

“Não tenho NADA pra usar!!!”

Aí vai botar umas 30 roupas pra fora e vai vestir uma por uma. Com uma ela vai dizer que tá se achando gorda, com outra ela vai dizer que tá se achando velha... Ou então, vai dizer frases daquele tipo:

“Ai! A Fulana vai falar mal de mim com as amigas dela se eu aparecer com essa roupa... Ai! A Beltrana não vai prestar atenção nas pontas dos meus brincos se eu aparecer com essa outra roupa!”

E se mete até na forma como a outra pessoa tá vestida, né? Se você sai com uma pessoa fútil usando uma roupa de que ela não gostou ou até com os cabelos penteados diferente do que ela queria que você penteasse, ela vira uma matraca: reclama, reclama, reclama, reclama, reclama, reclama, reclama, reclama, reclama e reclama.
Aliás, eu acho que o exemplo mais forte de futilidade são os cosméticos, né?
A gente encontra, com uma certa freqüência, aquela mulher que sempre pintou as unhas de rosa claro e, no outro dia, pintou de rosa um pouco mais claro. Aí, se ninguém perceber (e geralmente ninguém percebe, a não ser outra pessoa que seja tão fútil quanto ela), ela acha um absssssuuuuurdo!!! Deve pensar mais ou menos assim:

“Como é que ninguém percebe uma coisa tããããão importante??? Aliás, como é que a Humanidade sobreviveu sem ter percebido essa mudança que determinou os novos rumos que o Mundo vai tomar: o esmalte rosa claro sendo substituído pelo rosa um pouco mais claro!!!”

Ou então, passa lá uma base de maquiagem na cara, dizendo que vai ficar maaaaaravilhosa. Só que ela continua com a cara exatamente igual. Não muda nada! E ainda fala:

“Homem não repara nessas coisas!!! Nós, mulheres, é que conseguimos ver que mudou! Tá com um brilhinho diferente!”

Eu sei que algumas situações que eu descrevi acima parecem até engraçadas. Mas não tô querendo fazer graça, não. Tem pessoas que são assim mesmo. E não é nem um pouco fácil conviver com elas.
Uma diferença básica entre o detalhismo e a futilidade é que o detalhismo segue a lógica: ele é mais racional. No caso da futilidade, o exagero destrói a lógica: fica uma coisa completamente (ou quase completamente) sentimental e irracional.
Consequentemente, você não vai encontrar uma pessoa racional que seja fútil. Uma coisa é incompatível com a outra. Futilidade é coisa de gente sentimental.
Uma pessoa racional pode até apresentar traços de futilidade. Mas só em assuntos muito específicos.

Atención: detalles y futilidades NO SON la misma cosa!

Attenzione: i dettagli e le futilità NON SONO la stessa cosa!

Pay attention: details and futilities ARE NOT the same!


É isso aí. Bom fim de semana e até a próxima!

9 Comments:

Blogger RIC said...

«Consequentemente, você não vai encontrar uma pessoa racional que seja fútil. Uma coisa é incompatível com a outra. Futilidade é coisa de gente sentimental.
Uma pessoa racional pode até apresentar traços de futilidade. Mas só em assuntos muito específicos.»

Esta conclusão é magistral! Concordo a 100% com todo este post!
Parabéns, meu caro Leo!
Abração! :-)

2:09 AM  
Anonymous Leo Carioca said...

Obrigado.
Eu já tava pensando em falar sobre isso há algum tempo, porque a gente ouve tanta babaquice dita por gente que se considera ´´detalhista`` que era até um desabafo que eu tinha que fazer: quem fala babaquice em tempo integral não é detalhista, é fútil mesmo.

4:21 AM  
Blogger RIC said...

... Inteiramente de acordo! E no «nosso mundo» há mesmo quem faça gala de falar muito e dizer muito pouco...
Abraço!

7:30 AM  
Blogger kinho said...

OI LEO

ACHO K ME ENQUADRO NA CATEGORIA DOS FUTILS EU SOU PARANOICO POR SAPATO
E POR ROUPA
MAIS ELAS TEM Q STAR ALINHADAS
SENÃO EU NÃO SAIU MESMO
COISA DE DOIDIM MESMO
AHAHAH
BEIJOCAS KINHO

3:59 PM  
Blogger Trintinha said...

Amigoooooooooo! Blz? Adorei teu post! Mas, fiquei numa duvida... Afinal, eu sou o que, futil ou detalhista? Rssss... Preciso descobrir! Rsss... Beijos!

4:48 PM  
Blogger BlueBob said...

Olá Leo!

Boa explicação da diferença entre ser fútil e ser detalhista. São realmente incompatíveis. Dá até para conviver com um detalhista, mas com um fútil é díficil!

Bjão

11:22 PM  
Anonymous Leo Carioca said...

Ric→ Ah, com certeza!
Abraço!

Kinho→ Bom, ser fútil nem chega a ser exatamente um problema. O problema é quando a futilidade começa a apurrinhar quem tá do lado, né?rsrsrs
Beijocas!rs

Trintinha→ Bom, em qual dos 2 casos você se enquadra mais?rs
Beijos!

Bluebob→ Eu nem diria que é difícil. Pra mim, pelo menos, é impossível. Eu saio de perto quando certas pessoas começam a dar certos ataques de futilidade. Eu, sinceramente com certas coisas, não tenho paciência. Nenhuma!
Beijão!

2:03 AM  
Blogger Mariposo-L said...

Acho essa diferença tão complicada, tem muito referencial a ser observado antes de rotular alguém de futil. Agora pessoas detalhistas me deixam irritado ainda mais quando estão falando ... não aguento ..

8:34 AM  
Anonymous Leo Carioca said...

Pra mim, é o contrário. Mas cada um vê de um jeito, né?

1:37 AM  

Postar um comentário

<< Home