11/23/2007

UM HERÓI GAY

Oi!!!
Hoje a gente vai dar uma olhada num dos principais nomes da História da Conquista dos Direitos GLBT na África: o ativista sul-africano Zackie Achmat.

Adburazzack Achmat nasceu em Western Cape, em 1962.
Ele nasceu numa comunidade coloured, como são chamados os que têm antepassados negros e brancos.
Em 1976, com 14 anos, o Adburazzack incendiou a escola dele durante a Insurreição de Soweto, pra forçar os colegas a boicotar as aulas, em protesto contra o regime etnocêntrico. E aí ele foi preso até 1980.
Depois disso, sendo mulato e gay assumido, ele virou um ativista pelo reconhecimento dos direitos dos gays e dos negros, ficando conhecido publicamente como Zackie Achmat. Mas foi contaminado pelo HIV.
É preciso lembrar que até as informações sobre a transmissão da AIDS ainda eram bem deficientes em toda a África há não muitos anos atrás. Imaginem os métodos de prevenção!
Em 1990, o Zackie fundou a National Coalition for Gay and Lesbian Equality, que oficializou a proteção pra gays e lésbicas na Constituição da África do Sul.
Em 1998, ele fundou a TAC (Treatment Action Campaign), uma organização cultural de prevenção contra a AIDS e contra o etnocentrismo. No início, a TAC pretendia só defender os tratamentos de HIV pra pessoas que não tinham condições financeiras. Mas depois se ligou à saúde pública em geral.
Em 2001, o Zackie ganhou o Prêmio Desmond de Saúde Global e Direitos Humanos.
Em 2003, ele declarou em público que não tomaria mais nenhum medicamento do tratamento contra o HIV enquanto o setor público não tivesse aceso a esses medicamentos também.
Diante do comportamento dele, o próprio presidente, o Nelson Mandela, foi à casa do Zackie pedir a ele que continuasse o tratamento. Mas o Zackie insistiu na decisão dele.
Diante do posicionamento dele, o governo decidiu colocar a medicação disponível no setor público, já que ele deixou claro que continuaria com o próprio tratamento assim que o governo fizesse isso.No mesmo ano, o Zackie ganhou o Prêmio Jonathan Mann e o Prêmio Nelson Mandela por Saúde e Direitos Humanos.


No ano seguinte, ele também foi indicado ao Prêmio Nobel da Paz.
Até hoje, o Zackie é o Presidente da TAC (que ainda é o maior grupo anti-AIDS da África do Sul). Ele também foi o diretor da AIDS LAW Project, que hoje é dirigida pelo Mark Heywood, mas que realiza vários trabalhos conjuntos com a TAC.
Foi, em grande parte, graças aos atos do Zackie que, em Dezembro do ano passado, foi legalizada a união civil entre pessoas do mesmo sexo na África do Sul.

Oggi parleremo un po’ di uno dei principali nomi della Storia dei Diritti LGBT nell’Africa: il sudafricano Zackie Achmat.
Lui è nato in Western Cape, nel 1962, come Adburazzack Achmat.
Nel 1976, quando avevi 14 anni, lui ha dato fuoco alla scuola dove studiava, quando c’è stata l’Insurrezione di Soweto, per fare i suoi colleghi ad essere contro le classi, dovuto al governo etnocentrista. E per questo sarebbe stato in arresto fino al 1980.
Dopo questo, per essere coloured (bianco e nero) e gay, lui diventerebbe un attivista dei diritti degli omosessuali e dei neri. E sarebbe conosciuto come Zackie Achmat. Ma avrebbe AIDS.
C’è bisogno di ricordare che pochi anni fa non si sapeva bene nemmeno cos’era AIDS nell’Africa.


En 1990, Zackie fundó la National Coalition for Gay and Lesbian Equality, haciendo oficial la protección de gays y lesbianas en la Constituición de África del Sur.
En 1998, él fundó la TAC (Treatment Action Campaign), una organización cultural de prevenció contra el SIDA y el etnocentrismo.
En 2001, Zackie tuvo el Premio Desmond de Salud Global y Derechos Humanos.
En 2003, él dijo en público que no continuaría con su tratamiento contra el SIDA mientras ese tratamiento también no fuera utilizado en el sector público.
Por eso, Nelson Mandela fue a la casa de Zackie pedirle para no hacerlo. Pero Zackie mantuvo su decisión.
Por cuenta de eso, el Gobierno hizo el tratamiento disponible en el sector público.


In 2003, Zackie won the Jonathan Mann Award for Global Health and Human Rights and the Nelson Mandela Award Health and Human Rights.
The next year, he was nominated for the Nobel Peace Prize.
Zackie’s been the President of TAC (still the greatest anti-HIV group of South Africa) since 1998. And he was also the director of the AIDS LAW Project. Nowadays this one is Mark Heywood. But TAC and the AIDS LAW Project usually work together.
Basically thank Zackie and everything he’s done for LGBT people in South Africa, this country has had the same sex civil union since last December.


Bom fim de semana e até mais!

8 Comments:

Blogger Vitor said...

Olá! Faz muito tempo que eu não dou às caras! Então eu voltei e com uma novidade, o meu blog agora é site, isso mesmo! ;D
Aproveite e atualize o seu link e me faça uma visita, te aguardo:

WWW.18DEMAIO.COM

ou então...

WWW.18DEMAIO.COM/SITE

(Desculpa o "spam" mas é que eu estou avisando a muitas pessoas. Obrigado pela compreensão! ;D)

12:04 PM  
Blogger Thiago de Assumpção said...

Ei legal a atitude do cara...
um vewrdadeiro Heroi Gay...
e valeu por visitar o meu novo blog..
espero que entre sempre lá
abração

1:49 PM  
Blogger Alberto Pereira Jr. said...

tb faz tempo que não apareço por aqui.. mas fico feliz que o espírito do blog se mantém.. trazendo informações.. e falando de pessoas que tem graus diferentes de importância em sua atuação com o mundo.

7:03 PM  
Blogger Leo Carioca said...

Vítor→ Já passei lá. E já votei na sua enquete também!rs Ficou legal!

Thiago da Assumpção (ex-Kaíke rs)→ Vou voltar lá, sim!
Abração!

Alberto Pereira Jr→ Sim! É preciso mostrar aos homossexuais e bissexuais a força que eles têm no Mundo todo.

2:57 AM  
Blogger Mariposo-L said...

legal a trajetória dele heim

7:47 AM  
Blogger Leo Carioca said...

Também acho!

1:51 AM  
Blogger pe-jota said...

Personas a las que demasiadas veces no se les ha reconocido su merecida y ardua labor en la lucha por la igualdad de derechos.

12:38 PM  
Blogger Leo Carioca said...

Estoy de acuerdo contigo.
Por eso, para nosotros, homosexuales, es necesario recordar personas como él!

1:47 AM  

Postar um comentário

<< Home