9/17/2007

“MARIDO DE PRINCESA”, MAS NÃO “PRÍNCIPE”

Oi!!!

Bom início de semana!Já que no mês passado eu fiz um post aqui sobre o Príncipe Haakon, da Noruega, hoje vamos dar uma olhada no cunhado dele, o escritor norueguês Ari Behn.


Ari Bjorshol nasceu em 30 de Setembro de 1972.
Como escritor, ele assumiu o nome artístico de Ari Behn, mudando de nome inclusive juridicamente.
Além de escritor, ele também já trabalhou como motorista de empilhadeira.
No início do século, quando o Ari conheceu e começou a namorar a Princesa Märtha, a filha mais velha do Rei Harald V, todos os conservadores de plantão se colocaram contra, já que ele não é descendente de nenhum rei, rainha nem nobre: ele é 100% plebeu.
Mesmo assim, isso não impediu que, em Maio de 2002, o Ari e a Märtha se casassem. E no mesmo ano, os 2 juntos publicaram um livro, falando sobre o casamento deles: Fra Hjerte Til Hjerte.
Mas, apesar de ter se casado com uma princesa, o Ari não é príncipe. O que ficou determinado é que ele faz parte da Família Real da Noruega, mas não com o título de “príncipe”, e sim de “marido de princesa”.
Em algumas ocasiões em que ele apareceu em público, ele foi mencionado como “Príncipe Ari Behn”. Mas ele mesmo costuma desfazer essa confusão, lembrando que ele não tem esse título.
Além disso, são bem poucas as formalidades da Família Real em que o Ari e a Märtha são obrigados a tá presentes.
Em Abril de 2003, nasceu a Maud, a 1ª filha deles. E em Abril de 2005, nasceu a Leah, a 2ª. Mas, assim como o pai, nenhuma das 2 meninas recebeu o título de “princesa”, apesar de que as 2 também fazem parte da Família Real.
E atualmente, o Ari tá seguindo em frente com a carreira de escritor.
Bom, da outra vez eu acabei não mencionando a situação dos homossexuais e bissexuais na Noruega, né? Então, vamos lembrar aqui que a Noruega foi o 1º país a criar leis específicas contra a homofobia.
Mas vejam só: no mesmo ano em que o Ari nasceu (1972), a homossexualidade masculina deixou de ser crime na Noruega. E o mais curioso é que a homossexualidade feminina nunca tinha sido crime por lá. Então, existia uma dupla discriminação contra os gays, né? Mas os registros mostram que, na prática, essa lei já tinha quase saído de uso desde os anos 60.
Mas enfim: logo depois disso, a idade mínima pro contato sexual entre as pessoas (independente de ser um contato homossexual, heterossexual ou grupal) foi fixada em 16 anos.
A união civil entre pessoas do mesmo sexo é permitida na Noruega. Mas a adoção de filhos por casais do mesmo sexo, ainda não.

Nel mese scorso, abbiamo parlato un po’ del Principe Haakon di Norvegia. Così, oggi parleremo un po’ di suo cognato, lo scrittor Ari Behn.
Lui è nato nel 30 Settembre del 1972.
Come scrittore, lui ha usato sempre il nome di Ari Behn. E questo é anche il suo nome ufficiale oggigiorno.
Lui ha lavorato ache guidando carrelli elevatori.
Nell’inizio del secolo, Ari ha conosciuto la Principessa Martha, figlia del Re Harald V. E quando loro hanno cominciato a avere una relazione, molti conservatori non sono stati d’accordo, perché Ari è un plebeo.
Comunque sia, loro sono satati sposati nel 2002. E nello stesso anno, hanno scritto un libro parlando del loro matrimoni:
Fra Hjerte Til Hjerte.


Despite of having Princess Märtha as his wife, Ari isn’t a prince. He is seen as a member of the Royal Family of Norway, but as a “husband of a princess”, not as a “prince”.
In some public occasions, he was called “Prince Ari Behn”. But he himself used to say he doesn’t have this title.
There are very few royal duties which ask for Ari and Märtha’s presence.
Their 1st daughter (Maud) was born in 2003. And the 2nd one (Leah) was born in 2005. But, in the same way of their father, the girls aren’t princesses, despite of being members of the Royal Family too.
Nowadays, Ari goes ahead with his career as a writer.


En 1972, la homosexualidad masculina dejó de ser un crimen en Noruega. Y dicho sea de paso, la homosexualidad femenina nunca había sido un crimen allá. Así, había en Noruega una doble discriminación contra los gays, ¿verdad?
Pero Noruega fue el primer pais en el Mundo a tener leyes contra la homofobía.
La edad mínima para haber contacto sexual entre las personas allá es 16 años, sea ese contacto homosexual, heterosexual o grupal.
La unión civil entre personas del mismo sexo es legalizada en Noruega. Pero la adopción de hijos por parejas del mismo sexo todavía no lo es.


Bom, até mais!

9 Comments:

Blogger KAIKE said...

nossa....
nem todos podem ser principe..
mas gostei de lá ter leis contra homofobicos.
abração cara

3:47 PM  
Blogger complexo de anjo 2 said...

ok Leo.. faça como achar melhor. Espero que estejas bem.
sucesso sempre.
abraços.

9:19 PM  
Blogger Homossexual e Pai said...

eu bem que ia gostar de ser "marido do principe"...
[[]]

11:25 PM  
Blogger Bofiscândalo said...

ola como vai? Com um principe deste não importo em ser princesa rsrsrsrsrsrsr achei ele lindo, tudo de bom...abção ate mais

1:34 AM  
Blogger Leo Carioca said...

Kaíke→ Também, acho que ele não tá muito interessado em ser príncipe, não.rs
Abração.

Marcelo→ Eu espero que você esteja bem também.
Lamento que tenha terminado assim. Mas, como eu sempre dizia pra você na época em que a gente se conheceu, eu vou ser seu amigo até o dia em que você não quiser mais. E há um tempo atrás, você já deixou claro que não quer mais, né? Isso não é nenhum tipo de reclamação, tá? É tão somente uma constatação.
Espero que você também tenha sucesso sempre e consiga atingir aquilo que você considera “felicidade”.
Se um dia eu puder ajudar em alguma coisa, me procure.
Abraços.

Homossexual e Pai→ Bom, na Noruega até que você poderia.rs

Bofiscândalo→ Ele é muito bonito mesmo... Mas não é príncipe.rs
Abração.

3:42 AM  
Blogger René Daniel said...

Hola Leo: como siempre tu blog, interesantísimo.
No has publicado algo sobre Rimbaud?
Besos!

4:44 AM  
Blogger Leo Carioca said...

Gracias!
Todavía no he postado nada de él. Pero está en mis planes, es claro.
Besos para tí!

1:33 AM  
Blogger Mariposo-L said...

Que historia heim um ex-motorista de empilhadeira,escritor isso parece mais um conto de fadas ...

9:34 PM  
Blogger Leo Carioca said...

Bom, de certa forma, foi um conto de fadas, né? Apesar dele não ter virado príncipe no final.rs

11:48 PM  

Postar um comentário

<< Home