1/09/2007

ELE SEMPRE NEGOU... MAS ADIANTOU?

Olá!!!

Vamos falar hoje sobre alguém que foi um dos atores de maior destaque na História do Cinema dos Estados Unidos, apesar de ser inglês, e não estadunidense... Muita gente ainda torce o nariz pra essa palavra, né?rs Mas é a palavra certa pra definir quem nasceu nos Estados Unidos.
É que a América é um continente só, do Norte da Groenlândia até o Sul do Chile. E americanos são todos os povos que nasceram na América (da Groenlândia ao Chile), e não só quem nasceu nos Estados Unidos. Quem nasceu lá é tão americano quanto quem nasceu no Brasil.
Mas vamos logo ao tema de hoje: com vocês, o ator Cary Grant.

Archibald Alexander Leach nasceu em Bristol em 18 de Janeiro de 1904. E, pra dizer a verdade, nasceu numa família meio problemática...
É que o Archibald nasceu depois que os pais dele tinham perdido outro filho. E como não veio mais nenhum depois, ele foi criado como filho único super protegido.
Quando ele tinha 9 anos, a mãe dele começou a ter uns problemas psicológicos e foi internada num hospício. E o pai disse a ele que ela tinha morrido.
Na infância e na adolescência, o Archibald foi muito tímido e introspectivo.
Ele estudou no Fairfield Grammar School. Mas com 14 anos ele adquiriu o habito de se masturbar no banheiro das meninas. Quando foi descoberto, ele foi expulso do colégio. Mas, logo depois disso, o Archibald entrou pra Troupe Teatral de Bob Pender, adotando o nome artístico de Archy Leach.
Em 1920, a troupe foi fazer uma turnê de 2 anos pelos Estados Unidos. E isso foi tempo suficiente pro Archy ver que era ali que ele queria viver, levando adiante a carreira de ator. Então, foi só o tempo de voltar a pisar no chão da Inglaterra, em 1922, e voltar pros Estados Unidos.
Em 1931, com 27 anos, ele já era um dos atores teatrais mais famosos do Missouri, ao mesmo tempo em que trabalhava como vendedor pra se sustentar.
De qualquer forma, foi nesse mesmo ano que o Archy foi pra Hollywood, mudando de nome artístico pra Cary Grant. E no ano seguinte, veio o 1º filme dele: um musical não muito conhecido chamado This Is The Night. E o Cary teve em nada menos do que 7 filmes nesse mesmo ano! Entre eles, o 1º em que ele se destacou foi Vênus Loira.
Também foi nesse mesmo ano que ele foi morar com o ator Randolph Scott numa casa de praia. Parece que os 2 mantinham um romance mais ou menos público.


Apesar disso, o Cary sempre negou solenemente qualquer contato sexual com qualquer homem, ao contrário do Randolph, que, ao que parece, falava com todas as pessoas mais próximas sobre a relação deles.
Aparentemente pra disfarçar a situação, o Cary se casou com a atriz Virginia Cherrill em Fevereiro de 1934, se divorciando dela em Março de 1935. E foi nesse mesmo ano que ele descobriu que a mãe tava viva, num hospício, o que acabou dando outro nó na cabeça dele.
De qualquer forma, ele já era reconhecido como um dos atores principais de Hollywood na época. E em 1942, o Cary conseguiu a cidadania estadunidense.
Em 1944, já com 40 anos, ele se separou do Randolph. E parece que aí o Cary andou fazendo umas brincadeirinhas com o Marlon Brando. Pra variar, né?rs
Em Julho, o Cary teve outro casamento, agora com a Barbara Hutton, de quem se divorciaria em Agosto de 1945, sem ter filhos. Em compensação, ela bancava tudo pra ele. Mas, curiosamente, ele não quis nem um centavo dela depois do divórcio.
No Natal de 1949, ele se casou com a atriz Betsy Drake. Esse foi o casamento mais duradouro dele (quase 13 anos). Mas também não produziu filhos.
A Betsy disse que no fundo ela sabia que ele já tinha tido experiências com homens, mas evitava pensar no assunto. Até porque ele era um maníaco sexual com ela na cama! Então, ela não tinha do que reclamar.
Eles se divorciaram em Agosto de 1962.
Isso nunca foi 100% comprovado, mas algumas testemunhas disseram ter visto, nessa época, o Cary e o Randolph dando o maior beijo de língua num estacionamento, na frente de todo mundo. Mas isso parece ser mais uma fofoca, né? Porque o Cary não era de se expor tanto assim.
Em Julho de 1965, ele se casou com a atriz Dyan Cannon, que tava grávida dele! E em Fevereiro do ano seguinte, nasceu uma menina, a futura atriz Jennifer Grant.
Nesse mesmo ano, o Cary encerrou a carreira no cinema com o filme Devagar: Não Corra! E depois disso ele só faria participações ocasionais na televisão.
O Cary e a Dyan se divorciaram em Março de 1968. Mas aí parece que o casamento não deu certo por causa da diferença de idade: ele era 33 anos mais velho do que ela. E acabou com uma briga judicial deles pela guarda da filha.
Depois disso, o Cary só voltou a se casar em Abril de 1981, com a Barbara Harris, que era 47 anos mais nova do que ele! E olhem que esse casamento deu mais certo do que o outro. Eles ficaram juntos até o dia 29 de Novembro de 1986, quando o Cary foi morto por um derrame cerebral, faltando pouco mais de 1 mês pra fazer 83 anos.
Ele teve ao todo 73 trabalhos como ator de cinema. E até hoje nos Estados Unidos ele é considerado um dos principais nomes masculinos da História do Cinema.

Archibald Alexander Leach (il futuro Cary Grant) è nato in Bristol nel 18 di Gennaio del 1904.
La sua famiglia aveva dei problemi, perché suo fratello più vecchio è morto prima della sua nascita. E sua madre è stata mandata (senza lui saperlo) ad un manicomio, quando lui aveva 9 anni.
Archibald è stato molto timido quando era bambino ed adolescente. Ed he studiato nel Fairfield Grammar School. Ma loro hanno finito per spellerlo perché lui si masturbava nel bagno delle ragazze.
Col nome artistico di Archy Leach, lui è diventato membro del gruppo teatrale di Bob Pender. Ed è stato negli Stati Uniti per 2 anni con loro, dal 1920 al 1922.
Archy ci è tornato, diventando uno dei attori teatrali più conosciuti di Missouri.
E lui anche lavorava vendendo delle cose.

In 1931, Archy Leach went to Hollywood. And he got Cary Grant as his new stage name.
His 1st movie was
This Is The Night. But he got really famous in Blonde Venus, in the same year.
And also in this same year Cary started living with actor Randolph Scott.
To the end of his life, Cary would deny having had any kind of sexual contact to any man. But Randolph apparently talked about their affair to their closest friends.
In 1934, Cary married actress Virginia Cherrill (presumably a beard). But they divorced in 1935.
In this same year he discovered his mother was in a lunatic asylum (many years ago, his father had told him she was dead).
In 1942, Cary became an American Citizen.
In 1944, he and Randolph finished their affair (apparently). And it’s said he and Marlon Brando went out for some times.
In July of this year, he married Barbara Hutton. And she maintained him to August of 1945, when they divorced.

En la Navidad de 1949, Cary se casó con la actriz Betsy Drake.
Ella sabía que él ya había tenido relaciones con otros hombres. Pero hacía lo posible para no pensar en eso. Hasta porqué Cary le parecía un especialista en sexo.
Ellos no tuvieron hijos y se divorciaron después de 13 años de casados, en 1962.
Hubo quien dijo que Cary y Randolph Scott fueron vistos besandose en un aparcamiento en esa misma época. Pero eso asemeja más a un chisme, ¿verdad? Cary no se exponía así.
En 1965, él se casaría con Dyan Cannon, que le daría su única hija, Jennifer Grant, en 1966.
En ese mismo año, él tuvo su última película:
Walk, Don’t Run. Después, él tenería solo participaciones en la TV.
En 1968, Cary y Dyan se divorciaron.
Solo en 1981 él se casó de nuevo, con Barbara Harris (47 años más joven que él). Y los dos se quedaron juntos hasta 1981, cuando Cary se morió, devido a un derrame cerebral, faltandole poco para cumplir 83 años.
El tuvo 73 trabajos como actor de cine.

Hasta Jueves.

11 Comments:

Anonymous Anônimo said...

De certeza que é um problema geracional: eram, mas não admitiam sequer a possibilidade de serem... E depois, dava no que dava...
Continuo a achar que o único dessa geração que conseguiu ser Homem foi o Rock Hudson.
Gostei especialmente deste texto, Carioca. Obrigado!

1:28 AM  
Anonymous Carioca said...

Ric, eu acho que não só dessa geração. Hollywood, atualmente, não deve ser muito diferente, não. Tá aí o Paul Barresi botando a boca no trombone, contando que já fez umas brincadeirinhas com o John Travolta, com o Tom Cruise, com o Arnold Schwarzenegger e com outros!
É que, curiosamente, esse tipo de situação só costuma vir a público depois que a pessoa já morreu, né?

2:25 AM  
Blogger Divorciado said...

Se hoje já é dificil, imagina naquela época admitir essas brincadeirinhas com colegas, o cara conhecido e morando com boyfriend, mesmo nos USA.
inté.

8:13 AM  
Blogger Kaka said...

rs

Amigo... é como eu vi em um outro blog: Eu acho que todo homem curte, ou tem curiosidade pra saber como é! Apenas não têm coragem! Porque senão não haveria tantas brincadeiras (zoeira mesmo) do tipo, entende?

Carioca, já respondi o seu e-mail!
Beijo!

1:39 PM  
Blogger Bi du Surf said...

Fala meu browww, saudades de vc, mto bom voltar e vir te visitar.

bçao e se cuida...

2:04 PM  
Blogger LindoSampa said...

Eu sempre acreditei que o mundo é gay. Mesmo na grécia antiga, já haviam muito dessas brincadeiras e claro admitir isso hoje? nem pensar, ainda mais se tratando de famosos. "Não existem homens difícies e sim, mal cantados". Ótimo texto. Bjs. Inté.

9:27 PM  
Anonymous Ladra do Bem said...

Viu só? E o povo ainda fala que baiano é preguiçoso kkkkkkk

Vem pra cá? Que massa...se der avise pra gente marcar de se encontrar e dar muita risada.

Xêros

11:08 PM  
Blogger Mariposo-L said...

Como é tumultuada a vida desses atores !

7:35 AM  
Anonymous Carioca said...

Divorciado→ Admitir pro público, né? Que Hollywood sabia.rs
Abraço.

Kaká→ Não sei se todo homem curte. Mas que todo homem tem curiosidade, pelo menos de imaginar como é, com certeza.rsrsrs
Beijo.

Bi du Surf→ Daqui a pouco vou passar lá no seu blog.
Abraço.

Lindosampa→ Com a catnada certa, acho que dá mesmo pra pegar a maioria.rs
Beijo.

Ladra→ Tá bom. Vamos ver.
Xeros.

Mariposo→ Até hoje é assim. John Travolta que o diga, né?rsrsrs
Abraço!

1:23 PM  
Blogger Minge said...

Cary and Marlon would have been a hot combination.

7:19 AM  
Anonymous Carioca said...

They were, Minge!

4:54 PM  

Postar um comentário

<< Home